UDDO estimula exames de rotina na semana da Mulher

Publicidade

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a UDDO, rede de clínica especializada em medicina nuclear diagnóstica, estará oferecendo 10% de desconto nos exames de rotina, para controle de doenças que mais atingem o público feminino, pelo pagamento particular.

A iniciativa acontecerá, de 4 a 8 de março, na unidade da UDDO da Rua Itapeva, e envolve seis tipos de procedimentos, incluindo mamografia digital, densitometria óssea, ultrassonografia transvaginal, de pélvis, de mama e de tiroide.

O objetivo da ação é incentivar as mulheres a realizar esses exames pelo menos uma vez ao ano, e lembrar a importância do check-up periódico para se detectar e tratar, ainda na fase inicial, doenças, como tumores na região da mama ou no útero, e a osteoporose, aumentando dessa forma as chances de cura.

Quando iniciar os exames

Segundo Silvana Habib, médica radiologista da UDDO, as avaliações radiológicas ajudam a detectar pequenas alterações morfológicas no organismo e, dependendo do caso, adotar medidas mais eficazes para vencer a doença. Entre as avaliações indicadas para as pacientes estão:

– Ultrassonografia transvaginal: o exame é indicado pelo médico regularmente às mulheres a partir dos 15 anos, para detectar alterações no organismo, como ovário policístico ou sinais de mioma, que podem comprometer a saúde do sistema reprodutor.

– Ultrassonografia pélvica: assim como a ultrassonografia transvaginal, ajuda no diagnóstico de sinais de alterações no ovário e útero. Muitas vezes é usada como complemento da ultrassonografia transvaginal no controle do câncer.

– Ultrassonografia de mama: indicada para pacientes jovens, com menos de 40 anos, com mamas mais densas. Também é aplicada como complemento da mamografia para investigar as alterações detectadas.

– Ultrassonografia de tiroide: doença assintomática, a deficiência das funções da glândula tiroide pode atingir mulheres de qualquer faixa etária. Por isso, o exame é importante para verificar alterações e presença de nódulos ou alterações na textura das glândulas.

– Mamografia: geralmente este tipo de avaliação é recomendado às mulheres a partir dos 40 anos ou por volta dos 35 anos, caso tenha histórico familiar de câncer de mama.

– Densitometria óssea: método mais eficiente para diagnóstico de perda da massa óssea, o exame deve ser realizado a partir dos 45 anos, e repetido a cada 1 a 3 anos.

Serviço:
UDDO
Rua Itapeva, 366, Bela Vista, São Paulo-SP
Central de agendamento: (11) 3254-6800

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta