Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

TEMPO É DINHEIRO E TAMBÉM UMA QUESTÃO DE SAÚDE

Publicidade

Ufa! Durante todo este ano de 2008 me dediquei a prospectar e identificar planos de saúde que estivessem dispostos a cuidar da saúde de seus beneficiários e – pasmem – foi difícil encontrar.

Dispostos todos estão. Mas da idéia à ação pouco ou quase nada tem sido feito pela maioria dos que encontrei pelo caminho. As dificuldades administrativas, as complicações políticas internas ou mesmo a burocracia, neste caso, principalmente das autogestões do setor público, imobilizam os gestores deste nosso Brasil brasileiro.

Dói, dói muito saber que todos precisam cuidar mais da sua carteira de beneficiários, principalmente com ações voltadas para a prevenção de doenças e para o gerenciamento de casos quando a doença já está instalada, mas pouco fazemos.

Mais do que necessidade do ponto de vista da qualidade de vida dos assistidos e também em razão do aumento da população mais idosa, é uma questão imperiosa para o equilíbrio dos custos e para a sobrevivência do sistema.

Sim, todos que militamos no setor sabemos disso. E daí?

Não há encontro, reunião, seminário ou congresso do nosso segmento que não trate do tema. Há publicações valiosas sobre promoção de saúde, prevenção e gerenciamento de condições crônicas. É agenda nacional do setor. E só!

E como fazer isso? – É simples. Faça uma análise da sua carteira com base nas contas médicas, identifique os doentes dentro dos diversos grupos diagnósticos e parta para a ação já. Não perca tempo.

Alguém disse “que tempo é dinheiro”. É também uma questão de saúde. Saúde física e financeira.

Boa sorte!

Josué Fermon – (61) 9223-0808

Consultor em Saúde Suplementar

josué@fermon.com.br

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta