Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Tecnologia otimiza estudo sobre pneumonia

Publicidade

Pesquisadores da Universidade de Londres, na Inglaterra recorreram a uma potente ferramenta computacional para estudo de duas moléculas da pneumonia diante de novas drogas. Foram isoladas duas estruturas moleculares do Streptomices pneumoniae, microrganismo que causa a pneumonia, uma considerada normal e outra mutante. A divisão revelou que enquanto a normal não oferecia nenhuma resistência aos antibióticos, a segunda já tinha essa característica de proteção contra a droga. Pesquisadores ressaltaram que sem o uso das simulações de computador em larga escala, a análise das cadeias e a reação delas diante das drogas levaria meses ou até nunca seria concluída. Com a ferramenta, cada simulação demorou no máximo 12 horas.
Como a diferença entre as duas cadeias do ponto de vista molecular foram mínimas, existe grandes expectativas de as simulações serem ratificadas por outros experimentos, e a partir daí se descobrir um medicamento eficaz.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta