Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Tecnologia diminui riscos das cirurgias

Publicidade

Uma técnica desenvolvida pela Divisão de Desenvolvimento de Produtos do Centro de Pesquisa Renato Archer (CenPRA), uma instituição do Ministério da Ciência e Tecnologia, e que foi estudada em mais de 120 casos reais, tem se mostrado muito útil nas cirurgias, informa a Agência Fapesp. Ensaiar como deve ser o procedimento cirúrgico ou de que forma a incisão deve ser feita para que o risco seja o menor possível são passos pré-cirúrgicos que ajudam muito o trabalho dos cirurgiões.
O primeiro passo é dado no computador. A partir de imagens adquiridas em exames de tomografia e ressonância magnética, constrói-se um modelo tridimensional. Com um software também desenvolvido pela equipe do CenPRA, os responsáveis pela cirurgia poderão visualizar, por exemplo, o interior do crânio por diversos ângulos. Outras análises também são possíveis, como calcular o tamanho de um osso.
O protótipo desenvolvido pelo centro, situado em Campinas (SP), também tem a função de oferecer uma peça idêntica à que será operada, inclusive em suas dimensões, para o médico. E como isso ocorre antes de a cirurgia começar, o resultado da intervenção poderá ser maximizado. Para construir um protótipo a partir dessa técnica, se recorre primeiro ao modelo tridimensional gerado pelo computador.
Em seguida, o processo continua na máquina de prototipagem. Com o auxílio de um feixe de laser, o pó de poliamida é aglutinado apenas nas regiões indicadas pelo computador para haver deposição do material. Como a peça que se pretende reproduzir (maxilar, crânio ou coluna vertebral) foi fatiada pelo computador, a precisão obtida no produto final é bastante grande.
Para mais informações o telefone do CenPRA é (019) 3746 6150.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta