Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Substância pode adiar hemodiálise

Publicidade

Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), mostrou que testes realizados em ratos com o anti-oxidante NAC (N-acetilcisteína, substância anti-oxidante usada em medicamentos contra doenças pulmonares) aumenta a filtração renal e diminui a produção da aldosterona, que piora lesões nos rins, no coração e nos vasos sanguíneos. A descoberta pode levar pacientes com problemas nos rins a viverem mais tempo sem hemodiálise. Os estudos apontaram também que combinado com outras drogas, o NAC melhora a pressão arterial e previne problemas cardíacos.
Os ratos tiveram 5/6 dos rins extraídos para induzir a insuficiência, e parte deles recebeu a droga após a lesão. Nos animais em que o NAC não foi administrado, houve redução de filtração renal de 0,85 mililitros por minuto por 100 gramas de peso corpóreo (ml/min/100g) após 4 meses, para 0,16 ml/min/100g. Nos ratos em que a substância foi administrada, o índice foi de 0,45 ml/min/100g.
Em caso de insuficiência renal já existente, o NAC foi dado dois meses depois da lesão e a filtração subiu de 0,25 ml/min/100g para 0,45 ml/min/100g em dois meses. Os teste dão evidência de que a droga pode prolongar em alguns anos o tempo de evolução da insuficiência renal para um quadro que seja necessária a hemodiálise.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta