Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Stryker muda comando no Brasil e AL

Publicidade

A Stryker do Brasil, especializada em tecnologias médicas como equipamentos cirúrgicos inteligentes, salas operadas por comando de voz, entre outros, anunciou a promoção do diretor para o Brasil, Júlio Cezar Alvarez, à diretoria de Marketing e Desenvolvimento de Negócios para toda a América Latina.

De acordo com a companhia, o executivo foi um dos responsáveis pelo crescimento anual composto em vendas de 30% ao longo de toda a última década. Alvarez será substituído por Pablo German Toledo, que tem mais de 25 anos de experiência em gerenciamento, marketing, finanças, desenvolvimento de negócios.

A ?Stryker? está presente na América Latina principalmente no México, Porto Rico, Colômbia, Argentina, Chile, além do Brasil. A missão de Alvarez será comandar o trabalho de desenvolvimento e implementação de estratégias regionais para impulsionar o
posicionamento de produtos e a penetração no mercado, além de desenvolver também uma estrutura de preços que melhore a competitividade da empresa. Fica também a seu cargo a ampliação do programa de Educação Continuada ao Cirurgião da rede de distribuição.

O executivo, que chegou à ?Stryker do Brasil? em 2000 para iniciar suas operações no País, através da consolidação da ?Howmedica?, antiga divisão da Pfizer. Além disso, participou da fundação da Associação Brasileira de Indústria de Equipamentos Médicos do Brasil ? ABIMED, da qual é diretor e é também diretor da Abimo.

Segundo informou a empresa, a mudança de comando na ?Stryker? no Brasil e na América Latina decorre, principalmente, do maior investimento do Continente na área da Saúde, da ampliação e construção de novos hospitais.

No caso específico do Brasil, enfatiza Júlio Alvarez, da melhoria da situação econômica que tende a reduzir as filas de espera por próteses, por artroplastias do joelho e do quadril que levam, por sua vez, à reabilitação de pacientes os quais, até recentemente, ficavam incapacitados para o trabalho.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta