Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Stent da Johnson combate AVC

Publicidade

A Cordis, unidade de negócios da Johnson & Johnson Produtos Profissionais, está oferecendo ao mercado o Precise e o Angioguard, dois dispositivos que permitem a desobstrução das artérias carótidas mediante um procedimento minimamente invasivo. O stent Precise é um pequeno tubo metálico que mantém os vasos sanguíneos abertos. Com desenho exclusivo, permite um alto nível de suporte das paredes do vaso sanguíneo. Isso, somado a sua capacidade de adaptar-se à anatomia, garante ao paciente um fluxo sanguíneo normal.
Já o Angioguard XP é um filtro em forma de guarda-chuva que evita que as partículas naveguem livres na circulação sanguínea, durante a implantação do stent. Este risco existe no procedimento porque a placa de sedimentos que restringe o fluxo de sangue é comprimida contra a parede do vaso e algumas partículas podem desprender-se e navegar para o cérebro e coração. Essas partículas podem bloquear a irrigação e o suprimento de oxigênio a estes órgãos, causando um infarto da área, o que pode ser em alguns casos, severo e fatal. Segundo a companhia, com a utilização deste dispositivo, o risco é reduzido, oferecendo maior segurança ao paciente.
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que os Derrames Cerebrais ou Acidente Vascular Cerebral (AVC) são a terceira maior causa de morte natural e a primeira de incapacitação física e intelectual. No Brasil, a taxa de mortalidade por acidentes cérebro-vasculares supera 74%, enquanto na Argentina esse índice é de 72,7%. Em indivíduos acima de 60 anos de idade, o derrame cerebral é causado em 80% das vezes por eventos isquêmicos, ou seja, falta de fluxo sanguíneo ao cérebro.
No Brasil, a Johnson & Johnson Divisão Médica & Diagnóstica recebeu o nome de Johnson & Johnson Produtos Profissionais, presente desde 1933. Atua em 175 países, com operações nos cinco continentes.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta