5º CONAHP debaterá “O Hospital do Futuro: O Futuro dos Hospitais”. Faça já sua inscrição → Clique aqui

Startup Vitta recebe US$3 milhões em segundo round de investimento

Publicidade

Conheci o time da Vitta quando eles passaram a integrar a primeira turma de aceleração da Berrini Ventures. Esse ano, eles foram selecionados dentre mais de 400 empresas para participar do Programa Promessas Endeavor, feito em parceria com o banco de investimentos JP Morgan e acabaram de anunciar a segunda rodada de investimento da companhia, um aporte de US$3 milhões.

Entre os investidores, estão os fundos ArpexCapital e Finvest e o valor é um dos mais altos recebidos por novas empresas de tecnologia em saúde no Brasil nos últimos anos. O valor do aporte será utilizado para a expansão da empresa, que desenvolve softwares de gestão, prontuário eletrônico e sistemas de pagamento para instituições de saúde.

“O primeiro round de investimento foi para produto e para firmar operações em São Paulo. Nesta etapa, não investimos em venda. Já no segundo round, vamos, além de investir em produto, focar na expansão  comercial”, disse Lucas Lacerda, Sócio da Vitta.

A empresa possui dois pilares de atuação, com soluções vendidas separadamente, mas que podem funcionar de forma integrada: VittaPagamentos (primeira máquina de cartão de débito/crédito específica para instituições de saúde) e Vitta Gestão (software de gestão integrada de clínicas).

“Crescemos muito de maneira orgânica, onde as indicações dos clientes são importantes. O foco é conseguir cada vez mais dar um bom atendimento para crescermos com as nossas bases. Estamos com mais de 2000 clínicas implementadas. A meta é de 10 mil implementações até o final do ano que vem. E estamos com um plano super delineado para o alcance dessa meta.”, Pedro Dias, Sócio da Vitta.

No Vitta Pagamentos, a tecnologia desenvolvida permite que uma mesma maquininha encaminhe pagamentos para quantas contas bancárias forem necessárias, atendendo clínicas que têm diversos profissionais e reduzindo o custo de aluguel do equipamento. Além disso, o sistema faz o split automático de valores entre médicos e clínicas, evitando a bitributação. O sistema Vitta Gestão, por sua vez, inclui desde a agenda do médico até prontuário eletrônico, receituário digital personalizado, histórico clínico, exames arquivados por paciente e ferramentas para o controle financeiro, entre outros.

“Estamos vivendo agora a migração de médicos dos sistemas de gestão locais, antigos, sem acesso pelo celular para os que estão na nuvem. Agora o maior desafio é, de fato, ser o líder desse movimento no mercado.”, diz Tácio Medeiros, Sócio da Vitta.

As ferramentas são oferecidas por assinatura, e o valor depende do porte da clínica e do número de salas que usarão o sistema. Pela maquininha de cartão com toda a solução financeira que a acompanha, a mensalidade é de R$29, o aluguel mais barato do Brasil. O preço inicial do software de gestão é de R$ 79 ao mês por médico e, em caso de clínicas maiores, R$99 por sala de atendimento.

As ferramentas são oferecidas por assinatura, e o valor depende do porte da clínica e do número de salas que usarão o sistema. Pela maquininha de cartão com toda a solução financeira que a acompanha, a mensalidade é de R$29, o aluguel mais barato do Brasil. O preço inicial do software de gestão é de R$ 79 ao mês por médico e, em caso de clínicas maiores, R$99 por sala de atendimento.

       
Publicidade

Deixe uma resposta