Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

SP usa veneno de jararaca em remédio para gestantes

Publicidade

Diante de uma conjuntura de cerca de 3,2 milhões de mulheres grávidas por ano no Brasil, um total de 10% deste número apresenta uma doença chamada pré-eclâmpsia.
Trata-se de uma enfermidade responsável por 30% dos óbitos maternos, que causa uma pressão arterial alta, seguida de retenção de líquido e presença de proteína na urina.
Segundo o Conselho Brasileiro de Cardiopatia e Gravidez, isto representa 320 mil mulheres por ano, que precisam de um tratamento para essa doença.
Em vista deste quadro, a Secretaria de Estado da Saúde, por meio do Instituto Butantan, estuda uma solução terapêutica adequada para as especificidades da gestante. Atualmente, pesquisadores encontraram uma substância no veneno da jararaca, que é capaz de combater a pressão alta na gravidez.
Depois de quatro anos de estudo, os pesquisadores do Instituto Butantan fizeram aplicações medicinais de moléculas do veneno em animais, que comprovaram a eficácia do tratamento.
Agora, os estudiosos pesquisam uma forma de tornar o remédio específico para o organismo da mulher grávida.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta