Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

SP: Santa Casa realiza exame de alta complexidade para acientes do SUS

Publicidade

O ultrassom intracoronário, um exame utilizado para o diagnóstico de doenças nas artérias do coração, passou a ter um Centro de Treinamento Prático na Santa Casa de São Paulo, onde médicos cardiologistas intervencionistas poderão aprender e aplicar todas as etapas que envolvem este procedimento.

Segundo a instituição, a parceria da Santa Casa de São Paulo com a empresa Boston Scientific Corporation vai possibilitar que pacientes do SUS, com indicação para este procedimento, possam realizar o ultrassom intracoronário, uma vez que o Sistema Único de Saúde não cobre este procedimento.

De acordo com a Santa Casa, esta parceria é muito importante, pois permitirá um diagnóstico mais preciso da doença coronariana, otimizando e aumentando a segurança e efetividade de seu tratamento percutâneo, através de cateter, além de alavancar pesquisas nesta área dentro de nossa instituição, sem custo nenhum para a Santa Casa.

Desde março deste ano, cerca de 25% das intervenções coronarianas, as angioplastias, são realizadas guiadas pelo ultrassom intracoronário e aproximadamente 20% dos cateterismos diagnósticos são complementados com imagens de ultrassom intracoronário.

Nesta primeira turma, dois médicos cardiologistas intervencionistas de outras instituições participaram deste curso prático, que tem a duração de dois dias inteiros.

Apesar de somente a equipe de cardiologistas intervencionistas da Santa Casa ter acesso ao paciente, estes médicos participam ativamente, em sala e em campo cirúrgico, da montagem e operacionalidade de todo sistema de ultrassom intracoronário, interagindo ativamente na discussão e definição da estratégia de tratamento no que diz respeito às imagens obtidas através do ultrassom intracoronário.

Já existe lista de espera e a procura é grande por parte de profissionais de todo o Brasil. Em julho, uma nova turma será constituída. O planejamento inicial é a de que a cada 21 dias médicos possam aprender na prática a utilizar o ultrassom intracoronário, importante ferramenta do dia a dia na cardiologia intervencionista.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta