Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

SP ganha central de regulação de leitos de UTI

Publicidade

Monitorar a disponibilidade de leitos de UTI em todo o estado de São Paulo e agilizar a transferência de pacientes com quadros graves. Este é o objetivo da nova central online de vagas de urgência e emergência pelo Sistema Único de Saúde (SUS), entregue pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo no dia 7 de julho e que já funciona há cerca que um mês. A unidade é a primeira no País a oferecer este tipo de serviço.
A Central de Regulação de Ofertas de Serviço de saúde, conhecida como CROSS é totalmente informatizada. Ela funcionará 24 horas todos os dias da semana e contará com cerca de 200 funcionários, entre eles, 100 médicos, 50 técnicos auxiliares de regulação, técnicos em informática e atendentes e será responsável por regular todo o fluxo de pacientes da grande São Paulo, litoral e interior do estado. ?Este é um serviço totalmente informatizado. Temos na área de urgência e emergência 100 médicos de várias especialidades devidamente treinados. Hoje a maior parte dos atendimentos da central são feitos pela internet.?, afirma o governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin, que participou do lançamento da central.
A nova unidade é resultado de uma parceria entre a secretaria de saúde e a organização social de saúde (OSS), Seconci. ?Quando o estado decidiu desenvolver a central de regulação a Seconci foi a entidade que se ofereceu para fazer a gestão da unidade?, coloca o secretário de saúde do estado de São Paulo, Giovanni Cerri. O contato com a central pode ser realizado por meio de contato telefônico ou pelo portal do serviço.
De acordo com o secretário, com a instalação do novo sistema, desenvolvido pela própria TI do estado, houve uma queda de 40% da morte de pacientes graves. ?Essa agilidade em identificar rapidamente a vaga disponível é fundamental para a vida do paciente?, conclui.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta