Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

SOCESP anuncia Centro de Referência em Cardiologia Pediátrica

Publicidade

A Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP) anuncia o Centro de Referência em Cardiologia Pediátrica, projeto que visa capacitar os serviços de saúde do Estado para atender crianças cardiopatas. O centro foi idealizado pelo dr. Antonio Carlos Palandri Chagas, presidente da SOCESP, com a constatação pela entidade de que o tratamento de crianças com cardiopatias congênitas no Brasil sofre falta de recursos financeiros, profissionais capacitados e atendimento adequado. Um dos principais objetivos é evitar o deslocamento da criança e da família para grandes hospitais de São Paulo, além de orientar o encaminhamento no momento certo e em condições adequadas. Daí o caráter itinerante do projeto, que organizará os cursos em todo o Estado.
Inicialmente, o treinamento oferecido pelo centro será destinado a médicos que lidam diretamente com crianças cardiopatas, como neonatologistas, berçaristas, cardiologistas, pediatras e cirurgiões cardíacos. A segunda fase do projeto procurará estender os cursos a ultrassonografistas.
O projeto busca um modelo de baixo custo, sem contar com verba específica. A idéia é que os cursos sejam ministrados por voluntários, em espaços cedidos por instituições da cidade que recebe o treinamento e com a captação de parcerias. O centro já atuou como projeto piloto em Campinas, Campos de Jordão, São Paulo e São José dos Campos. O primeiro programa oficial está marcado para 29 de novembro, em Campos do Jordão.
Em novembro também acontece em Campos de Jordão a inauguração da Casa da Criança. Apesar de oferecer atendimento médico em geral, a iniciativa também está ligada ao Centro de Referência em Cardiologia Pediátrica.
A iniciativa será apresentado para a comunidade médica, autoridades municipais e estaduais em 22 de setembro, no Museu de Arte Brasileira ? MAB/FAAP. O objetivo é levar a idéia para outros estados brasileiros, já que a carência no tratamento a cardiopatias congênitas foi identificada em todo o país.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta