Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

SNS português aumenta valor de taxas moderadoras na internação e cirurgia ambulatória

Publicidade

O Ministro da Saúde de Portugal, Correia de Campos, justificou a introdução de taxas moderadoras no Serviço Nacional de Saúde (SNS) como a única forma de manter viável o modelo público. Correia de Campos esclareceu que as taxas moderadoras no internamento e na cirurgia ambulatória são uma forma de valorizar o serviço de quem o usa e aumentar a eficiência da gestão pelo rigor dos hospitais.
O responsável pela pasta da Saúde afirmou que pequenos sacrifícios imediatos são a melhor garantia do futuro do SNS, explicando que a taxa de cinco euros por dia não paga três quartos sequer de uma só refeição no hospital e que, com essa medida, o Governo espera ter uma receita de de ? 7 a ? 9 milhões.
Segundo o ministro, em Portugal há 5,5 milhões de portugueses isentos das taxas moderadoras, algo que, no seu entender, todos tentam esconder, até porque não há nenhum pagamento proporcional a nenhum tratamento.
O SNS encontra-se com diversos problemas estruturais e que, na visão de Campos, tornou-se pesado, pouco ágil, relutante em acolher a inovação, razões pelas quais tem de ser modernizado.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta