Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Sírio-Libanês faz doação para projeto de restauro da Faculdade de Medicina da USP

Publicidade

O Hospital Sírio-Libanês fará uma doação no valor de R$ 250 mil ao Projeto de Restauro e Modernização da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP). Os recursos serão entregues ao diretor da FMUSP, Giovanni Guido Cerri, pela presidente do Conselho de Administração do hospital, dona Violeta Jafet, e pelo superintendente do hospital, Maurício Ceschin, em cerimônia na Sala da Congregação da Faculdade, no próximo dia 25 de fevereiro, às 11 horas. Desde seu início, em 1998, o Projeto de Restauro já recebeu R$ 21 milhões em doações. A diretoria da FMUSP e a Fundação Faculdade de Medicina (FFM) vêm captando recursos junto a instituições públicas, empresas privadas e pessoas físicas. Já foram realizadas obras no Embasamento do Prédio Principal, Centro Acadêmico Oswaldo Cruz, Sala da Congregação, Teatro, Saguão de entrada da Faculdade, Área Técnica e Pavilhão de Serviços.
Todo o Projeto de Restauro e Modernização da FMUSP foi elaborado pela empresa Andrade Morettin Arquitetos Associados, vencedora do concurso público realizado em 1998. Os principais objetivos são salvaguardar a memória do ensino médico paulista, através da restauração dos prédios da faculdade, e remodelar e modernizar as antigas instalações.
A sede da Faculdade de Medicina da USP, que abriga 39 dos 62 laboratórios de investigação médica do complexo Hospital das Clínicas-FMUSP, foi inaugurada em 1931 e ficou conhecida como a “Casa de Arnaldo”, em homenagem a seu idealizador, o médico Arnaldo Vieira de Carvalho. Em 1981, tanto o prédio principal quanto o prédio do Instituto Oscar Freire foram transformados em patrimônio histórico e cultural pelo Condephaat.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta