HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Já são +1.800 profissionais! Clique aqui

Sírio-Libanês cria programa de gestão para seus funcionários

Publicidade

O Hospital Sírio-Libanês implementou um programa de gestão de saúde para controlar os custos do convênio médico de seus próprios funcionários, estimado em aproximadamente 12 mil pessoas. A proposta é que inicialmente os colaboradores sejam atendidos por um médico de família do próprio hospital e, se for o caso, serão conduzidos a um especialista ou laboratório para a realização de exames.

Esse modelo baseado em atenção primária possibilitou que o custo per capita do plano de saúde da organização tivesse uma redução de 27% no ano passado, mesmo período em que a inflação médica estava em torno de 15%.

O número de consultas em pronto-socorro entre os funcionários e seus dependentes do Sírio teve uma redução de cerca de 51% e o volume de exames baixou cerca de 40% em 2016. Além disso, houve uma redução de 15% em internações, pois há um acompanhamento mais ordenado com os pacientes crônicos.

Dessa maneira, o custo médio mensal por usuário do convênio diminui de R$ 439,88 para R$ 323,43 no passado. Em 2016, o hospital economizou cerca de R$ 16 milhões com o convênio médico que é da Mediservice, seguradora da Bradesco Saúde.

Uma importante ferramenta que vem colaborando com esse processo de redução de custos é uma plataforma tecnológica que comporta a ficha médica com o histórico de saúde do colaborador, impedindo que sejam realizados exames dispensáveis, ou seja, por volta de 80% dos casos são resolvidos por um médico de família.

Os funcionários contam também, com uma central telefônica para esclarecimentos de eventuais dúvidas.

 

       
Publicidade

Deixe uma resposta