Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Sigvaris do Brasil quer exportar 65% da produção em 2008

Publicidade

A Sigvaris do Brasil, multinacional suíça que produz meias de compressão, pretende atingir 65% da produção brasileira para a exportação em 2008 com a

expansão dos negócios na América do Sul. A empresa, que já vende 60% dos produtos para os mercados dos Estados Unidos, Canadá e Argentina, espera aumentar em 5% da exportação com a chegada ao Paraguai, Chile e Uruguai até o final de 2008, considerando também um aumento expressivo na produção brasileira para atender a crescente demanda do mercado doméstico.

Os investimentos diretos na América do Sul chegam a representar 30% da receita da região. O gerente de marketing da Sigvaris no Brasil, Marcelo Carvalho, explica o crescimento das exportações pelo aumento da solicitação das comunidades médicas nesses países. “Além disso, a empresa procura associar a alta tecnologia às avançadas técnicas médico-científicas, pois apenas produzir meias de compressão com alto grau de qualidade e eficácia não é suficiente. Estamos comprometidos com toda a cadeia de atividades que fazem nossos produtos chegar ao consumidor”, relata.

Educação continuada

Em quase um ano de mercado Argentino, a multinacional Sigvaris já investiu mais de USD 35 mil em eventos médicos com o objetivo de promover educação

continuada. “O investimento em ações de educação continuada e na formação da rede de distribuidores objetiva formar vendedores mais preparados para orientar a compra dos pacientes”, diz o gerente.

Sobre a Sigvaris

Fundada na Suíça em 1864, a Sigvaris é a maior produtora de meias de compressão, braçadeiras e tornozeleiras e a que mais investe em pesquisa

clínica no mundo. A empresa, líder no ramo de terapias de compressão, tem fábricas nos Estados Unidos, Suíça e França, e já está no Brasil há mais de

25 anos, com sede instalada em Jundiaí, no interior de São Paulo. Saiba mais no site www.sigvaris.com.br

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta