Semana da Saúde 2017 Semana da Saúde: discuta os principais assuntos de Tecnologia da Informação em 10 Webinars. Reserve seu lugar! Clique aqui

Setor privado de saúde cria grupo de trabalho

Publicidade

Coordenado pela Federação Brasileira de Hospitais (FBH), o Movimento + Brasil existe desde novembro e obteve recentemente uma importante conquista: a criação, pelo Ministério da Saúde, de um grupo de trabalho para estudar o setor privado de prestação de serviços de saúde. “Esse grupo vai se reunir toda última quarta-feira de cada mês para tratar desses questionamentos”, explica Carlos Eduardo Ferreira, coordenador do Movimento. “Estamos presentes à Feira para convidar mais instituições para participar do Movimento, que hoje conta com o apoio de mais de 40 hospitais em diversos Estados brasileiros”, afirma. Segundo Ferreira, o Movimento + Brasil nasceu da busca de uma forma de alertar o governo sobre a insatisfação geral na área de saúde privada. Uma audiência pública foi realizada no Congresso Nacional, em novembro, para a entrega de uma carta destacando o descaso do Estado com o setor. “Nos sentimos muito prejudicados, por exemplo, quando da conversão da URV em Real. Toda a rede hospitalar acabou assumindo dívidas nesse processo”, conta Ferreira.
O documento com as principais reclamações foi entregue ao Ministro da Saúde, Humberto Costa. “Aproveitamos a carta para sugerir algumas medidas emergenciais para a melhoria do setor”, destaca Ferreira. Essas ações resumem-se a questões financeiras: criação de linhas de financiamento, reajuste de tabelas, tributações especiais e inclusão das instituições no Refis e no Simples, entre outras. Foi essa carta e, mais recentemente, uma reunião com o Ministro, que resultou na criação do grupo de trabalho.
“Precisamos recuperar o diálogo com o governo, afinal, o setor privado de prestação de serviços responde por cerca de 70% do SUS e atende a aproximadamente 40 milhões de brasileiros”, argumenta o presidente da FBH, Eduardo de Oliveira.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta