Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Sessão para votar projeto de discriminalização do aborto é adiada

Publicidade

Foi derrubada nesta terça-feira, a sessão da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados que iria votar a lei que pode discriminalizar a prática de aborto no país. Aproximadamente 20 deputados chegaram a entrar na sala, mas nem todos marcaram presença. A sessão foi derrubada por falta de quórum. Onze marcaram presença, mas eram necessários 17. Uma nova sessão será definida mas ainda não há data prevista. A relatora do projeto, deputada Jandira Feghali (PcdoB-RJ), defende que o aborto consentido seja retirado do código penal e não resulte em penalização nem para a mulher nem para os médicos envolvidos.
O texto também institui o aconselhamento em postos de saúde e hospitais de todo o território nacional, que oferecerão informações sobre métodos contraceptivos e procedimentos para a interrupção da gravidez. Cerca de 100 pessoas de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte estiveram em Brasília protestando contra o projeto.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta