Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Secretarias de Saúde discutem medidas para Copa de 2014

Publicidade

O Ministério da Saúde, Estados e Municípios se reuniram nesta semana com objetivo de dar continuidade ao planejamento das ações de Saúde preparatórias para Copa 2014. Nesta reunião, a Câmara Temática da Saúde Copa 2014 foram apresentadas experiências internacionais de grandes eventos esportivos e as diretrizes do Ministério da Saúde e da Anvisa para organização da rede assistencial e sistemas de vigilância em saúde.
O secretário-executivo adjunto, Adriano Massuda, coordenador da Câmara, explica que o método de trabalho proposto pelo Ministério da Saúde é de apresentar conteúdos, diretrizes e informações para subsidiar o plano de ação das 12 cidades.
A Câmara é coordenada pelo Ministério da Saúde, fazendo a interlocução com as 12 cidades e os estados onde serão realizados os jogos (Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP)).
O objetivo da Câmara Temática da Saúde é a coordenação do planejamento de ações nacionais na área da saúde, estabelecendo diretrizes gerais, metas e estratégias. Os integrantes da Câmara vão discutir e elaborar planos para contenção de epidemias, preparar campanhas preventivas sobre possíveis surtos e epidemias em municípios que receberão jogos e regiões turísticas próximas e organização de rede assistencial pública e privada para atender as demandas durante o evento.
O representante do consórcio contratado pelo Ministério dos Esportes para a Copa 2014, Victor Zakime, apresentou ao grupo as principais preocupações com relação a um evento deste porte.
Uma das experiências que será apresentada por Zakime foi a da Alemanha 2006 que tinha um plano de monitoramento com envio diário de todas as notificações de saúde.
George Dimech, da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), expôs sobre o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) da SVS, que já realiza um trabalho de monitoramento de epidemias e ações estratégicas com relação a desastres ambientais. Ele ressaltou que o trabalho, desenvolvido desde 2006, vem se aperfeiçoado cotidianamente
Dimech apresentou ainda as experiências na Copa da África do Sul e nos Jogos de Inverno em Vancouver destacando os sistemas de comunicação das informações e monitoramento dos casos.
Os participantes também tiveram acesso ao planejamento, na área da Saúde, para a quinta edição dos Jogos Mundiais Militares, que serão realizados no Rio de Janeiro de 16 a 24 de julho. O evento reunirá 6 mil atletas de 110 países. Outra experiência nacional será apresentada pela Secretaria de Saúde de Salvador sobre o planejamento relativo ao Carnaval.
Ainda no período da tarde, os integrantes da Câmara ouviram a apresentação de José Eduardo Fogolin, a Secretaria de Atenção a Saúde, sobre as diretrizes da Política Nacional de Urgência e Emergência. E também do representante da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre as orientações com relação à Vigilância Sanitária para eventos de massa em pontos de entrada (Aeroportos, Portos e Fronteiras).

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta