Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Secretaria de Saúde de Dourados admite déficit profissional e quer terceirizar hospital

Publicidade

O secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Saúde de Dourados (MS), Dilson Deguti Vieira, admitiu ontem (18) um déficit de médicos especialistas no Hospital de Urgência e Trauma (HUT) da cidade. Ciente das denúncias do presidente do Conselho Municipal de Saúde sobre a alta mortalidade dos pacientes da instituição, Vieira não confirmou os número citados por Alves, mas disse que a prefeitura pretende terceirizar a administração do HUT para melhorar o seu atendimento.
Deixe o seu comentário sobre esta notícia
Tem mais informações sobre o tema? Então, clique aqui
Segundo ele, o HUT deveria ter uma equipe de 18 a 20 médicos especialistas para atender melhor os 800 mil habitantes da região sul de Mato Grosso do Sul. Faltam cirurgiões, neurologistas e outros profissionais. “Dourados cresceu demais, tem muitos acidentes de trânsito e casos de violência, principalmente contra indígenas. O sistema de saúde está numa encruzilhada”, afirmou.
Vieira admitiu que os problemas de saúde na cidade são urgentes e, mesmo que a prefeitura de Dourados quisesse contratar todos os profissionais necessários, a situação não seria normalizada imediatamente. “Precisaríamos de três a quatro anos para os hospitais de Dourados atenderem todas as exigências do Ministério da Saúde”, disse.
A solução, segundo o secretário-adjunto, seria repassar a administração do HUT e também do Hospital da Mulher de Dourados para o Hospital Evangélico, uma instituição particular pertencente a uma entidade filantrópica. “A tendência no Brasil inteiro é terceirizar os hospitais, é deixar que os procedimentos mais complexos sejam realizados em instituições de excelência.”
Vieira disse que a prefeitura já negocia um convênio de R$ 1,9 milhão mensais com o Hospital Evangélico. Segundo ele, até o dia 1º de março, a administração do HUT já deve ter sido repassada para o hospital privado. 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta