Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

SC: Hospital Ruth Cardoso abre as portas

Publicidade

O Hospital Municipal Ruth Cardoso, localizado em Santa Catarina, será aberto após dois anos de espera. Nesta última quarta-feira (20) foi iniciado o atendimento ambulatorial que contará com um quadro efetivo de 40 médicos e demais profissionais da saúde. Nesta primeira etapa, alguns serviços oferecidos no Posto de Saúde da Rua 1.500 serão migrados, aos poucos, para a nova unidade de saúde. Nesta fase, o hospital será custeado pelo Fundo Municipal de Saúde.

e receba os destaques em sua caixa de e-mail.   
De acordo com o secretário de Saúde, José Roberto Spósito,  o Posto Central de Saúde não será desativado após a transferência de atendimentos. Segundo ele, as duas unidades serão complementares.

Os serviços que serão oferecidos durante a próxima semana serão de especialidades nos setores de cardiologia, oftalmologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, reumatologia, angiologia, clinica geral, dermatologia, hematologia, nefrologia, fonoaudiologia, otorrinolaringologia, proctologia, urologia e medicina do trabalho.

Licitação

A Prefeitura de Balneário Camboriú publicou na última quinta-feira (14) o edital de credenciamento de Organização Social que poderá participar do edital que será lançado para a administração do hospital municipal Ruth Cardoso.

Segundo o chefe do departamento de Compras e Licitações da Prefeitura, Rui Dobner, o edital tem prazo até o dia 17 de novembro para que as organizações sociais se habilitem para participar da licitação da entidade que vai administrar o hospital municipal.

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú já aprovou definitivamente o projeto de lei do Executivo que regulamenta as organizações sociais no âmbito municipal. Agora que as propostas das entidades já podem ser recebidas pelo município, o prefeito Edson Renato Dias (PMDB), estipulou a abertura do restante do Ruth Cardoso para janeiro de 2011, quando ficará aberto 24 horas, caso não haja nenhum embargo ou recurso na fase de credenciamento das organizações.

Apesar de ter sido concebido somente para ambulatório, sem pronto socorro e com internação eletiva, o prefeito e o secretário de Saúde afirmam que vão implantar os serviços de urgência e emergência 24 horas. 

A entidade vencedora das propostas também poderá prestar atendimento através de planos de Saúde, como por exemplo o Funservir, mas a ordem de atendimento será a mesma para todos os pacientes, por ordem de chegada. Somente casos de urgência e emergência serão passados na frente.

*Com informações da Tribuna Catarinense

Você tem Twitter? Então, siga
 http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta