Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Sbot lança campanha “Criança protegida no carro”

Publicidade

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), cerca de 2 mil crianças e adolescentes até 17 anos morrem anualmente no Brasil em acidentes de carro, e cerca de 37,8 mil sofrem lesões que, muitas vezes, irão acompanhá-los por toda a vida. Grande parte desses acidentes ocorre em trajetos curtos, como o de casa para a escola. Este é um quadro alarmante que torna o Brasil um dos países mais violentos no trânsito. Na Alemanha, o número de vítimas não chega a mil ao ano. Comparado ao dos Estados Unidos, o trânsito brasileiro é, no mínimo, sete vezes mais letal. Preocupados com esses números, a Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica lança a campanha ?Criança protegida no carro?. O principal objetivo é mostrar que os pais são responsáveis por proteger os filhos no automóvel. Nos casos de lesões, o custo médico, emocional, psicológico e social para os pacientes, suas famílias e toda a sociedade é muito alto. Uma criança com lesão medular permanente, por exemplo, além de todo o sofrimento que enfrenta, gera um custo financeiro que pode chegar a R$ 4 milhões até o fim de sua vida. Se os condutores de veículos tomarem alguns cuidados simples, como o uso do cinto de segurança, cadeirinhas e busters, podem ajudar a reduzir em cerca de 70% o número de mortes e ferimentos.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta