HIS17 É hora de mudar a saúde! Faça como seus colegas, participe do HIS. Quero participar da mudança

Saúde Pública: Estrangeiros têm acesso restrito aos serviços de saúde no Brasil

Publicidade

Pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos Político-Sociais em Saúde (Nupes), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mostra que o Sistema Único de Saúde têm imposto restrições ao acesso aos serviços para estrangeiros nas cidades fronteiriças. Em 2005, secretários de saúde de 67 dos 69 municípios localizados nas fronteiras com Argentina Paraguai e Uruguai participaram da pesquisa. Os estrangeiros solicitam serviços com freqüência em 36% dos municípios, mas o atendimento se restringe a casos de emergência em 19 cidades.
A principal demanda é por medicamentos, seguida por consultas de atenção básica, partos, vacinas e exames laboratoriais.
Em 48% dos estabelecimentos de saúde, o comprovante de residência é exigido na hora do atendimento, o que impede o acesso dos estrangeiros, mas, garante que sejam priorizados os atendimentos aos moradores da cidade.
Por outro lado, 40% dos municípios contam com parcerias para ações como imunização, prevenção de doenças, cursos de capacitação, etc.

       
Publicidade

Deixe uma resposta