HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Quero! Agora!

Saúde premia 16 instituições que investem em humanização

Publicidade

Criado em dezembro de 2003, com intuito de mapear experiências que dignifiquem a saúde pública e dar visibilidade ao processo de humanização no Sistema Único de Saúde (SUS), o prêmio David Capistrano foi entregue nesta semana pelo ministro Humberto Costa. Ao todo, 16 instituições de todo o Brasil receberam a premiação no valor de R$ 50 mil. São oito projetos em fase de implantação (dois da Região Norte, dois do Nordeste, dois do Sudeste, um do Sul e um do Centro-Oeste) e oito ações bem sucedidas com um ano de existência (três do Sudeste, duas do Nordeste, uma do Norte, uma do Centro-Oeste e uma do Sul). Além disso, os escolhidos na categoria de ações exitosas foram agraciados com um diploma, uma placa e uma viagem para promover a troca de experiências entre eles.
Na Região Sudeste, a “Gestão Participativa e Descentralizada no Hospital São João Batista”, de Volta Redonda (RJ), chamou a atenção da Comissão Nacional e foi agraciada na categoria de ação exitosa. Outras quatro iniciativas do Sudeste foram premiadas: o “Serviço de Saúde Mental” (Belo Horizonte/MG) e o “Projeto Vivência Rural” (Sacramento/MG), na categoria de ações exitosas; e na categoria de novos projetos, os vencedores foram a “Farmácia da Família” (Vitória/ES) e o “Abraço de Roseli” (São Paulo/SP).
O Prêmio David Capistrano está inserido na Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão no Sistema Único de Saúde (Humanizasus), que desenvolve ações para construção de um sistema mais fortalecido, capaz de estabelecer uma nova relação entre usuários, trabalhadores da saúde e a comunidade.

       
Publicidade

Deixe uma resposta