HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Já são +1.800 profissionais! Clique aqui

“A saúde caminha para uma transformação digital”, diz Alexandre Grandi

Publicidade

O mercado de tecnologia no Brasil, se comparado a outros países desenvolvidos, encontra-se um pouco atrás com relação aos seus avanços tecnológicos, em especial na saúde – e com exceção de algumas ilhas de excelência de cuidado. Isso se deve por uma questão de financiamento e não necessariamente de disponibilidade. Para entendermos um pouco a questão da transformação digital na saúde, conversamos com Alexandre Grandi, Diretor da área de Healthcare da Cognizant.

A saúde é um segmento mais conservador, a mudança de hábito dos beneficiários dificilmente é estruturada e planejada de maneira científica e os processos de adoção de tecnologia e avaliação de impacto dos novos equipamentos/tratamentos são razões que lentificam o processo em relação a outros setores. Grandi aponta que a saúde vem realizando bons investimentos em equipamentos médicos e em soluções de gestão hospitalar, que por sua vez disponibilizam muitos benefícios como: atendimentos mais efetivos, diminuição no número de erros, diagnósticos mais assertivos, redução de custos e claro, aumento no faturamento.

Os investimentos se estendem para soluções de armazenamento de dados, como o Big Data uma tecnologia que permite um melhor aprimoramento da experiência e comportamento do paciente, otimizando a performance das instituições de saúde.

Segundo Grandi, o setor necessita de um uso mais inteligente de TI que contempla um maior uso e investimentos em ferramentas como Big Data e Cloud Computing, por exemplo. Entretanto, para ele, muitas organizações deixam de investir em tecnologia, em razão de toda a parafernália de infraestrutura e a dificuldade em arcar com grandes custos.

Assim sendo, uma possibilidade para viabilizar esse problema seria o uso da cloud (nuvem) que acaba sendo um grande facilitador porque atenua investimentos mais pesados, além de  possibilitar a redução de custos em infraestrutura, visto que para a sua implementação não é necessário uma extensa quantidade de equipamentos para armazenar ou atualizar dados, os sistemas são escalonáveis.

“A cloud tem um importante papel de alavancar os dados em tecnologia”, diz Grandi. Com a nuvem, a qualquer momento é possível aumentar ou reduzir a capacidade de armazenamento de dados e acesso remoto.

A transformação digital permite que os pacientes sejam mais ativos nos cuidados, além de promover um maior acesso ao fluxo de informações e a troca de experiência entre os agentes.

“Quando pensamos em inovação na saúde, devemos nos manter disponíveis para novas soluções e mecanismos de cuidados em saúde”, afirma Grandi.

 A tecnologia não pode ser encarada como uma concorrente para a promoção dos cuidados, a inovação vem para auxiliar na prescrição e manutenção dos cuidados, sendo extremamente benéfica para a toda a cadeia.

       
Publicidade

Deixe uma resposta