5º CONAHP debaterá “O Hospital do Futuro: O Futuro dos Hospitais”. Faça já sua inscrição → Clique aqui

São Paulo ultrapassa mil startups, segundo ABStartups

Publicidade

São Paulo é o Estado líder quando se fala em inovação e empreendedorismo no Brasil. Segundo levantamento da ABStartups (Associação Brasileira de Startups), São Paulo concentra o maior número de startups do País, com 28% dos empreendimentos, percentual mais de três vezes maior quando comparado a Minas Gerais, o segundo colocado.

Os diferenciais de São Paulo estão nas universidades e nos polos científicos e tecnológicos. O Estado ultrapassou a marca de 1 mil startups cadastradas no banco de dados da ABStartups, com tendência de crescer ainda mais. Nos últimos quatro meses, por exemplo, o número de startups apresentou um crescimento de 21%.

Leia Mais:
5 passos para quem quer começar uma Startup de Saúde

Como conseguir investimento para uma Startup de Saúde crescer?

América Latina

Já o Global Startup Ecosystem Ranking 2015 destacou recentemente a capital do Estado de São Paulo como um dos lugares mais promissores do mundo para o empreendedorismo. Segundo a pesquisa, a cidade é a 12ª melhor do planeta para abrir uma startup, além de apresentar o melhor ecossistema para empresas deste tipo da América Latina.

Nas primeiras posições do ranking, aparecem Vale do Silício, Nova York, Los Angeles, Boston e Tel Aviv. A avalição das cidades baseou-se em performance, disponibilidade de capital, alcance de mercado, talento e capacidade de exportar startups internacionalmente.

Segundo o estudo, os pontos fortes da cidade de São Paulo são a disponibilidade de capital, a performance das startups e o alcance de mercado.

Inovação e o empreendedorismo em SP

Atualmente, de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), existem 30 iniciativas para implantação de parques tecnológicos no Estado de São Paulo – espaços que estimulam a sinergia de projetos e experiências entre as companhias que se instalam em seus centros empresariais, tornando-as mais competitivas.

Seis já obtiveram credenciamento definitivo, dos quais cinco estão em operação: Parque Tecnológico de São José dos Campos (PqTec), Parque Tecnológico de Sorocaba (Empts), Parque Tecnológico de Ribeirão Preto (Supera), Parque Tecnológico de Piracicaba e Fundação Parque Tecnológico de São Carlos (ParqTec). O Parque Tecnologico de Santos (SantosTec) iniciou as obras civis do empreendimento.

Para oferecer o ambiente necessário para o desenvolvimento de novas empresas, o Estado de São Paulo conta ainda com a Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica (RPITec), subordinada à SDECTI. A RPITec tem por objetivo apoiar, fortalecer e estimular a implantação desses empreendimentos, promovendo a troca de informações entre as iniciativas e o intercâmbio com entidades de fomento à inovação e ao empreendedorismo.

Fonte: Com informações da Investe São Paulo – Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, porta de entrada das empresas que pretendem se instalar no Estado ou expandir seus empreendimentos.

 

       
Publicidade

Deixe uma resposta