Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

São Paulo testa recurso que detecta infarto à distância

Publicidade

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo está realizando testes para implantar uma rede que tem como objetivo identificar, à distância, pacientes com síndrome coronária aguda que dão entrada em hospitais e prontos-socorros do Estado.

O sistema, conhecido como Point of Care Test, é considerado o mais moderno para verificar os níveis de troponina, importante marcador de necroses, para diagnosticar angina instável ou mesmo infarto do miocárdio.
O recurso Point of Care Test (POCT) funciona como um teste portátil de laboratório, ou, mais popularmente conhecido como exame laboratorial à beira do leito. E tem a mesma dimensão de uma máquina de cartão de crédito. No lugar do leitor magnético, há um cartucho descartável para ser inserida a amostra de sangue.
Outra vantagem deste teste é a quantidade da amostra: por apenas uma picada no dedo, já é possível conseguir a quantidade de sangue suficiente para verificar o nível de troponina, por exemplo.
A agilidade no resultado por meio destes testes, 10 minutos para o valor da troponina, por exemplo, é outro diferencial a ser considerado, pois permite um diagnóstico mais preciso.
Procedimento
O paciente é submetido a um exame de eletrocardiograma que, aliado a informações clínicas, indicam um possível quadro de infarto.
A meta é expandir progressivamente o sistema para todas as unidades com atendimento de urgência, com o objetivo de diminuir a mortalidade por infartos.
Segundo a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, o objetivo é que todos os hospitais da rede pública paulista alcancem os índices de padrões mundiais de detecção de infartos que hoje o Dante Pazzanese já possui.
Até o momento não há estimativas de quando o sistema estará apto para funcionar efetivamente nos hospitais. O valor do investimento também não foi divulgado.

 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta