Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

SAMU amplia atendimento

Publicidade

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) atenderá, até o final deste ano, 118,7 milhões de brasileiros. Para garantir esse atendimento, o Ministério da Saúde investirá R$ 300 milhões na implantação dos serviços em 1,7 mil municípios. Com a verba, o Governo Federal comprará 1,4 mil ambulâncias de suporte básico e suporte avançado (UTI). O recurso visa ainda à criação de 152 Centrais de Regulação Médica de Urgência e de 27 Núcleos de Educação em Urgência, informa a Agência Saúde. Para custeio do serviço prestado nos Samu, o ministério destinará R$ 180 milhões por ano. Atualmente, quase 20 milhões de pessoas já são beneficiadas em nove municípios: São Paulo; Recife; Porto Alegre; Aracaju; Belo Horizonte; Fortaleza; Vitória da Conquista; Campinas e Natal.
No mês de junho, 83,5 milhões de pessoas serão assistidas pelo serviço móvel de atendimento às urgências em 1.505 municípios. Para isso, o Ministério da Saúde está adquirindo 1.040 ambulâncias. Com a expansão dos serviços, a previsão é que, até o final de 2004, aproximadamente, 26 mil pessoas sejam empregadas em postos de trabalho diretos e indiretos.
O Samu (www.saude.gov.br/samu) é o principal instrumento da Política Nacional de Atenção às Urgências, lançada no ano passado. O serviço atende a urgências de natureza traumática, clínica pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e psiquiátrica. Para tanto, os serviços contam com equipes de suporte básico (auxiliares e técnicos de enfermagem), capacitadas para atendimento das urgências com risco moderado de vida e equipes de suporte avançado (médicos e enfermeiros) para atendimento das urgências graves, que necessitam resposta imediata e intervenção mais complexa.
Para acionar o Samu, basta um telefonema gratuito para o número 192. Os pedidos de socorro serão atendidos nas Centrais de Regulação Médica de Urgência, que vão funcionar 24 horas por dia sempre com a presença de um médico. O médico regulador vai avaliar as necessidades de cada pedido de ajuda e dará a melhor resposta para cada caso, que pode ser uma orientação, um conselho ou enviar uma ambulância.
No Brasil, já são 16 os Serviços de Atendimento Móvel de Urgência em funcionamento. Desses, nove já se integraram ao Samu Nacional e começaram a receber recursos federais. Os outros sete ainda financiam seu próprio serviço de atendimento às urgências em saúde. São eles: Araras (SP), Ribeirão Preto (SP), Belém (PA), Betim (MG), Maceió (AL), Piracicaba (SP) e Região do Vale do Ribeira (SP), que através de consórcio intermunicipal engloba 23 Municípios, além da BR-116 do trecho de Itapecerica da Serra à Barra do Turvo (divisa de SP com PR).
A experiência internacional comprova que o atendimento precoce oferecido pelas equipes do Samu contribui para reduzir a mortalidade, o tempo de internação e as seqüelas. Além disso, organiza a assistência, agilizando o atendimento aos feridos.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta