HIS17 É hora de mudar a saúde! Faça como seus colegas, participe do HIS. Quero participar da mudança

RJ fechou R$ 705 mil em contratos com empresa suspeita de falsificar remédio para leucemia

Publicidade

Na última quarta-feira, 14, a Polícia Federal interditou a Nova Vitória Comércio de Produtos Hospitalares Ltda.
O motivo é a suspeita de que a empresa tenha distribuído o remédio Glivec 400 mg, da farmacêutica Novartis, falsificado.
Três contratos foram fechados com a secretaria estadual de saúde do Rio de Janeiro sem licitação para o fornecimento desse medicamento, o que totalizou R$ 705 mil.
Em fevereiro deste ano, a Nova Vitória participou de um processo de aquisição emergencial de remédios excepcionais realizado pela secretaria. A empresa perdeu em mais de 120 tipos de medicamentos.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, na última sexta-feira, 16, no Diário Oficial da União uma suspensão do comércio e uso do lote Z0047 do medicamento, que é o tradicional usado para o tratamento de leucemia.
O lote sob suspeita foi fabricado em janeiro deste ano e tem validade até dezembro de 2008. A PF suspeita que parte do lote tenha sido vendida em Porto Alegre,no Rio Grande do Sul.
A Polícia Federal e a Anvisa realizaram uma operação para cumprir 11 mandados de busca e apreensão no Rio com o objetivo de identificar locais suspeitos de fabricarem o remédio falso.

       
Publicidade

Deixe uma resposta