Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

RETROSPECTIVA 2007: Relembre aqui os fatos de Fevereiro

Publicidade

ECONOMIA

Inovação em atendimento laboratorial

O Laboratório Frischmann Aisengart, em Curitiba, inovou no atendimento laboratorial com o lançamento de um laboratório móvel, que contou com investimentos de R$ 200 mil. A unidade, uma Sprinter, presta os serviços de análises clínicas, audiometria e eletrocardiograma. Outro laboratório que pensou diferente foi o Lavoisier e estendeu o seu programa Popular. Do grupo Diagnósticos da América S.A, o programa Lavoisier Popular foi expandido para dez unidades na Grande São Paulo: Cambuci, Carrefour Anchieta, Center Norte, Jabaquara, João Dias, Osasco, Shopping Taboão, Shopping ABC, São Caetano e Tucuruvi. Estas unidades oferecem preços mais acessíveis e facilidades de pagamento, como parcelamento e uso de cartão de crédito.

Expansão por todo o país

A empresa Dynamed, especializada em diagnóstico em eletromedicina, começou a ampliar seus negócios para a região Sul do país e para o mercado latino-americano. Também em fevereiro, a região Sul recebeu uma filial da operadora Blue Life em Novo Hamburgo. Com 1,5 mil vidas na região, a empresa buscou ampliar a carteira para 10 mil usuários.

GESTÃO

Acreditação em Sorocaba

A Organização Nacional de Acreditação (ONA) concedeu Acreditação Plena ao Hospital Unimed Sorocaba, recomendada pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini. A instituição foi auditada em dezembro de 2006 e conquistou o certificado por ter homogeneidade e integração harmônica entre todas as áreas e adotar o planejamento na organização. A próxima meta é a certificação em nível de excelência e a melhoria dos processos.

INTERNACIONAL

Custos incontroláveis

Em fevereiro, um estudo do National Health Statistics  Group of the Centers for Medicare and Medicaid Services mostrou que os gastos com saúde ainda serão dor de cabeça para os governantes norte-americanos por um bom tempo. A expectativa é que os custos dobrem nos próximos dez anos. Se for mantido o padrão atual, em 2016, de cada dólar gasto pelo governo US$ 0,20 serão destinados à saúde, chegando a um total de US$ 4 trilhões por ano. Em 2006, o governo conseguiu uma pequena redução no crescimento dos gastos com saúde, mas o índice ainda se manteve maior que o índice de inflação do ano.

Globalização na saúde

A abertura de mercado e o livre trânsito de cidadãos trazidos pela criação da União Européia terão impacto na saúde. De acordo com a Comissão Européia de Saúde, a concorrência entre os países será inevitável. Agora, a CE se prepara para elaborar diretrizes sobre a assistência transfronteiriça, definido quando e como um cidadão poderá receber tratamento em outro país e qual sistema de seguridade social deverá pagar por estes gastos.

INVESTIMENTOS

Verticalização das operadoras

O ano mal começou e as operadoras já tinham lançado seus principais investimentos. A Unimed garantiu R$ 8 milhões para a construção de um novo hospital em  São Luiz, Maranhão, com 47 leitos. A Medial Saúde não ficou para trás e anunciou investimento de R$ 3 milhões para novas unidades em São Paulo.

Investimentos dos hospitais 

Com a finalidade de detectar as causas da incontinência urinária em mulheres, o Hospital Geral de Pedreira, localizado em São Paulo, investiu R$ 10 mil no serviço de Urodinâmica. O Hospital da Posse, em Nova Iguaçu (RJ) passou por uma reforma de R$ 11 milhões, que reduziu em 40% a capacidade de atendimento de emergências. Também em fevereiro, a promessa da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) era aplicar R$ 12 milhões na construção de 90 postos de saúde e seis pólos-base para a saúde indígena, até março.

Parceria

O Hospital Santa Catarina, de São Paulo, foi a instituição eleita pela Petrobras para realizar a avaliação ocupacional de seus funcionários. Com a parceria, o Santa Catarina atenderá uma média de 80 colaboradores por mês.

POLÍTICA

Regras para repasses

Para organizar melhor os repasses para a Saúde, o então ministro, Agenor Álvares, assinou a portaria para a criação do Pacto de Gestão do Sistema Único de Saúde, que estabelece a transferência de recursos do Fundo Nacional de Saúde para os fundos estaduais e municipais por meio de cinco blocos de financiamento: Atenção Básica; Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar; Vigilância em Saúde; Assistência Farmacêutica e  Gestão do SUS.

Guerra pelo ministério

Fevereiro foi o mês em que começaram as negociações para a indicação do novo ministro da Saúde. O governo travou uma guerra com o PMDB, que queria a indicação de Reinhold Stephanes para a pasta, mas o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já defendia a indicação do médico sanitarista José Gomes Temporão. Para não haver constrangimento, o partido desistiu da indicação. 

Mais verbas para a Saúde…

Os volumes de repasses aumentaram em fevereiro. No mês, o governo federal anunciou a destinação de R$ 15 milhões para a realização de cirurgias eletivas de média e alta complexidades em 597 municípios de nove Estados brasileiros. O ministério também destinou R$ 5,5 milhões para o município de Contagem, em Minas Gerais, para construção de um hospital municipal. Além disso, o governo anunciou a destinação de R$ 46,1 milhões para o custeio do Plano Nacional de Saúde do Sistema Penitenciário. Também em fevereiro, a Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 333/06, que destinou recursos para os Ministérios combaterem a gripe aviária. Para a Saúde, foram destinados R$ 236,1 milhões.

…mas nem tanto

O Conselho Nacional de Saúde editou uma ação de repúdio ao contingenciamento de R$ 5,8 bilhões do orçamento da pasta, aprovado pelo então ministro, Agenor Álvares. A entidade alegou que a decisão poderia prejudicar o acesso dos usuários aos serviços públicos de Saúde.

TECNOLOGIA

Cabesp em conectividade

A autogestão Cabesp (Caixa Beneficente dos Funcionários do Banco do Estado de São Paulo) instalou o serviço de conectividade da MedLink, para a leitura de tarja magnética dos cartões dos usuários. A solução beneficia a troca de informações entre prestador de serviço e autogestão, sem a necessidade de digitação.

Aposta em Biometria

A Unimed Curitiba implantou  o processo de identificação biométrica nos consultórios, clínicas e hospitais da cidade. O objetivo da cooperativa foi proporcionar mais segurança aos clientes, por meio do reconhecimento feito pela impressão digital, eliminando a necessidade de senha alfa-numérica.

Novo sistema de gestão

O Hospital Casa Apart São Bernardo, em Colatina (ES), implantou o sistema de gestão hospitalar MV 2000i, da MV Sistemas. A solução foi instalada para integrar as diversas áreas do hospital. A instituição também assinou contrato para implantar o sistema na nova unidade, que seria inaugurada em junho, com 160 leitos.

Veja os outros meses:

Janeiro

Março

Abril

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta