✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Residência médica poderá ser feita em municípios da região Norte

Publicidade

Lançado este mês pelo Ministério da Educação (MEC), o estágio voluntário para médicos residentes que atuarão em municípios de difícil acesso, no Norte do país como Amazônia, terá um período mínimo de 30 dias e máximo de três meses. Serão priorizadas as especialidades de clínica médica, cirurgia, pediatria, obstetrícia e ginecologia. Podem participar todos os estudantes que estiverem no segundo ano do programa de residência. A instituição, faculdade ou hospital a que o estudante pertence deve selecionar os nomes dos residentes e enviá-los para a Secretaria de Comissão Nacional de Residência Médica do MEC, onde está sendo organizado uma subcomissão que irá coordenar esse estágio, com a participação dos ministérios da Defesa e da Saúde.
O Ministério da Defesa irá passar para o MEC os pontos mais carentes de assistência médica e quais os melhores lugares para acolher os residentes. A Amazônia e os municípios do interior da região Norte devem ser os primeiros a entrar no programa, que ainda não tem um número limite de residentes.

       
Publicidade

Deixe uma resposta