Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Reprovação da CPMF impede a desoneração das indústrias

Publicidade

As conseqüências da reprovação da prorrogação da CPMF no Senado na madrugada desta quinta-feira, 13, já começam a aparecer. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou mudanças na política de desoneração das indústrias e na proposta da reforma tributária.
Segundo Mantega, o programa de política industrial que estava para ser lançado pelo governo sofrerá alterações. Serão retirados incentivos como a redução de impostos que incidem sobre a folha de pagamento. O ministro afirmou que o programa será revisto e adequado à nova realidade.
Outra medida que também será reavaliada é a reforma tributária. A proposta já havia sido elaborada, contando com os recursos da CPMF. De acordo com o ministro, a reforma só voltará a ser discutida após a adaptação dos projetos do governo.
Equação fiscal
Guido Mantega também informou que o governo não vai mexer na “equação fiscal” para compensar a perda dos R$ 40 bilhões do imposto, e que manterá as metas. Quanto ao mercado financeiro, o ministro disse estar tranqüilo, pois a queda da Bolsa de Valores de São Paulo está relacionada à queda da Bolsa de Nova Iorque e nada tem a ver com a rejeição da CPMF.
As medidas para a readequação do Orçamento de 2008 serão apresentadas na próxima semana.
Leia mais:
Cobertura completa da CPMF
Vote em nossa enquete: Você concorda com o fim da CPMF?

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta