Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Reintegração do paciente à sociedade é a missão de cirurgiões plásticos no tratamento de feridas

Publicidade

Prevenir feridas e tratá-las quando elas aparecem é fundamental. O cirurgião plástico é importante nesse cenário na realização de procedimentos reparadores e indicação de curativos específicos.

Nos hospitais, quem cuida de feridas agudas e crônicas costumam ser os médicos infectologistas e/ou vasculares, que contam ainda com o apoio importante das enfermeiras. Mais recentemente, vêm se integrando a este grupo os cirurgiões plásticos que contribuem significativamente tanto nos casos de reparação como nos casos de reconstrução do local da ferida. “Normalmente estes tipos de feridas deixam marcas profundas na pele. O papel deste especialista no tratamento é levar o paciente ao mais próximo possível da normalidade, reintegrando-o à sociedade. Isto é feito por meio de procedimentos cirúrgicos reparadores, indicação de curativos específicos e coordenação da equipe responsável pelo tratamento”, explica Dr. Flávio Nogueira, cirurgião plástico da Praxis Clinic, primeira clínica no Brasil do Grupo Espanhol BioPraxis, especializada no atendimento e tratamento de feridas complexas.

Hoje, principalmente na mídia, destaca-se apenas o aspecto estético da cirurgia plástica. “A estética visa à beleza e à melhora da aparência do paciente. O conhecimento do cirurgião plástico é muito mais extenso do que isso e existem milhares de procedimentos reparadores e reconstrutivos para serem explorados”, diz Dr. Flávio Nogueira.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta