HIS17 É hora de mudar a saúde! Faça como seus colegas, participe do HIS. Quero participar da mudança

Regulamentação da Cadeia fria: tendência do setor farmacêutico para 2017

Publicidade

Voltado para todo o setor farmacêutico, o Cold Chain Latin American IQPC é um dos eventos mais expressivos sobre cadeia fria e reuniu  profissionais da indústria e agências regulatórias de toda a América Latina para discutir as tendências do segmento. A equipe de gestão técnica do Grupo Polar, líder no mercado brasileiro de fabricação de elementos refrigerantes, esteve na Florida (EUA) para participar do evento e destaca que a regulamentação que aborda os estudos de qualificação de embalagens térmicas para o transporte de produtos biológicos é a tendência para o mercado.

“Durante esses três dias tivemos a oportunidade de participar de palestras e visitar estandes de fornecedores em soluções térmicas de toda a América Latina e o que mais chamou atenção foram as apresentações relacionadas a regulamentação de questões voltadas para a Cadeia Fria, como Guia de Qualificação de Transportes de Produtos Biológicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Até porque, em termos de tecnologia, soluções e equipamentos, o Grupo Polar e o Brasil não estão atrás de nenhum outro país”, explica a farmacêutica e gerente do Valida Laboratório de Ensaios Térmicos, empresa do Grupo Polar, Liana Montemor.

Segundo a especialista, a apresentação da MSc Subdiretora do Centro para el Control Estatal de Medicamentos, Equipos e Dispositivos Médicos (CECMED), Olga Casanueva, foi um dos destaques do Cold Chain Latin American, uma vez que os desafios políticos de Cuba tornam ainda mais difícil a realização desse trabalho. Em sua palestra, Casanueva ressaltou o papel crescente das autoridades regulatórias em controlar a cadeia fria, a importância da manutenção da temperatura durante a distribuição e a necessidade de aplicação das boas práticas da cadeia do frio na vigilância após a comercialização de produtos biológicos e vacinas.

“Não é à toa que a apresentação do responsável pela Gerência de Avaliação de Produtos Biológicos da Anvisa, Bernardo Moreira, sobre o Guia de Qualificação de Transportes de Produtos Biológicos despertou tanto interesse entre os órgãos públicos da região. Foi uma verdadeira aula em que todos os pontos do Guia foram detalhados explicando, inclusive, como tratar excursões de temperatura. A boa notícia é que a previsão de publicação da versão final do Guia no Brasil está prevista para o primeiro semestre de 2017”, conta Liana.

       
Publicidade

Deixe uma resposta