Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Rede Alfa de Hospitais investe R$ 2,5 milhões em sistema de gestão

Publicidade

A Rede Alfa de Hospitais, pertencente ao Grupo Fator, que vai implantar 15 novas unidades no país, fechou um contrato de R$ 2,5 milhões para aquisição e implementação do MedTrak, sistema integrado de gestão hospitalar. O produto, desenvolvido pela TrakHealth, será implementado pela Leme Informática, na versão Web, no hospital Boa Viagem Medical Center, com 183 leitos, e no Hospital da Bahia, com 235 leitos. O Grupo Fator está investindo R$ 150 milhões em uma primeira fase nos dois complexos hospitalares. E em breve vem juntar-se à rede, o Hospital das Américas, com 302 leitos, que será inaugurado no Rio de Janeiro em 2005. O sistema MedTrak permite o acompanhamento de todo o fluxo dos pacientes, gerenciando as informações clínicas e administrativas. Os médicos terão acesso ao prontuário eletrônico dos pacientes, independentemente de local ou horário, e os administradores terão controle das operações. A solução será o padrão de gestão em todos os hospitais da Rede Alfa. A previsão é da interligação de 300 terminais nos dois hospitais, mais 160 nos consultórios médicos em Pernambuco e 258 nos da Bahia. “Estávamos procurando uma solução que fornecesse o controle dos processos clínicos e administrativos e que permitisse a utilização do Prontuário Eletrônico”, explica Francisco Augusto Ramos, diretor de finanças corporativas e coordenador do projeto de saúde do Grupo Fator. “Além de permitir o gerenciamento por parte dos gestores, também oferece uma solução para o atendimento dos pacientes”, completa.
O Grupo Fator atua na construção civil e iniciou investimentos na área hospitalar com a inauguração da Rede Alfa. A empresa planeja a construção de 15 hospitais, com investimentos de US$ 150 milhões em uma primeira fase, informa Ramos. Segundo o executivo, os hospitais seguem um novo conceito de integração de um edifício de consultórios ao complexo hospitalar. ?A unidade de Salvador já está 100% vendida o que demonstra o sucesso do empreendimento?, afirma Ramos. Integrado ao hospital o projeto prevê 260 consultórios, anfiteatro para congressos e um spa para o conforto do médico.
A MedTrak de gestão hospitalar vai permitir que o grupo conte com um banco de dados com todo o histórico dos pacientes e os médicos poderão acessar informações de qualquer ponto do país ou do mundo. Caso um médico em Recife precise de uma opinião, é possível passar os exames para um especialista na Europa trocando informações e opiniões de maneira colaborativa. Um dos principais benefícios para os administradores dos hospitais será o gerenciamento centralizado das operações, tanto clínicas como administrativas. ?A solução permitirá a tomada de decisão com base em números e dados. Será possível verificar que em um hospital o estoque de remédios é grande, enquanto em outro está baixo. Em vez de comprá-los podemos transferi-los. O acesso às informações das instituições do grupo ajudará na redução de custos e no planejamento”, diz Ramos. Segundo Wagner Andrade, diretor geral da TrakHealth no Brasil, os administradores e os médicos poderão tomar decisões de maneira segura e rápida com base em dados precisos e atualizados. O Prontuário Eletrônico mantém um banco de dados com todo o histórico do paciente, desde a sua primeira entrada em um hospital, permitindo ao médico ter acesso a todas as informações pregressos em qualquer lugar do mundo.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta