Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Reclamações contra planos aumentam 88%

Publicidade

As queixas contra os planos de saúde nas cidades de Ribeirão Preto, Franca e Barretos –  as três maiores da região, aumentaram 88% em 2010 em relação a 2009. O aumento vem sendo gradativo ao longo dos anos. Em 2010, foram registradas 361 reclamações, contra 192 do ano anterior. Os dados são do Núcleo da Agência Nacional de Saúde em Ribeirão Preto.
e receba os destaques em sua caixa de e-mail.   
As queixas mais comuns são negativas de procedimentos como cirurgias, colocação de próteses e uso de materiais importados, reajuste de mensalidades além do índice determinado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e descredenciamento de hospitais que tem convênio com os planos.
A chefe da ANS em Ribeirão, Lairce Watanabe, diz que apesar do aumento das reclamações, elas não chegam a 1% dos mais de 240 mil usuários de planos de saúde. Segundo ela, as pessoas não conhecerem seus direitos nem a atuação da ANS em Ribeirão Preto.
A Associação Brasileira de Medicina em Grupo (ABRAMGE) justificou a demora nos atendimentos identificada recentemente como consequência do aumento do número de beneficiados.
Segundo o representante, a ANS fez uma pesquisa em 2010 junto a mais de 1,5 mil operadoras e definiu que vai estabelecer prazos máximos para a liberação de procedimentos , mas como a determinação ainda não foi publicada no Diário Oficial, não está valendo para punição de operadoras.
Em relação aos reajustes, Silva afirma que, nos planos individuais, os reajustes devem seguir o índice determinado pela ANS.
Ele ainda esclareceu que as operadoras têm que mostrar ao usuário qual a base legal para negar um procedimento, mostrando em que cláusula do contrato isso está sendo feito e que o usuário deve ser comunicado previamente sobre descredenciamentos de instituições e garantir que outros serviços irão dar a cobertura àqueles que foram retirados do plano.
*Com informações da EPTV
Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta