Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Quanto ganham os médicos? Medscape Report 2011

Publicidade

Acabou de sair do forno o Medscape Compensation Report 2011, uma pesquisa respondida por 15.794 médicos dos EUA em 22 especialidades, conduzida de 2/2/2011 a 30/3/2011. Nós resumimos e traduzimos os resultados, mantendo apenas as tabelas em inglês.

O primeiro resultado positivo é que, apesar da crise econômica, a maioria dos médicos respondeu que suas remunerações se mantiveram constantes ou cresceram no último ano. Ortopedistas, radiologistas e anestesistas foram os campeões da pesquisa, com os maiores salários, ganhando mais que o dobro dos endocrinologistas, primary care physicians (algo semelhante a clínica médica no Brasil) e pediatras, na lanterna.

Apesar da crise, metade dos médicos responderam que seus salários permaneceram os mesmos entre 2009 e 2010. 23% relataram uma queda no salário e 27% relataram aumento no salário. Entre as especialidades, a urologia foi a detentora dos maiores aumentos de salário, enquanto 35% dos cardiologistas responderam que receberam um salário menor em 2010.

Considerando todas as especialidades, os homens recebem 43% mais do que as mulheres e 21% se considerar apenas primary care physicians. O principal motivo dessa diferença, apontado pela pesquisa, é que as mulheres em geral estão mais presentes nas especialidades que recebem menos, como primary care ou obstetrícia, com poucas mulheres nas especialidades com os maiores salários. Além disso, as mulheres geralmente tem uma carga de trabalho menor para equilibrar família, filhos, cuidados com a casa etc.

[slideshow]

Entre os estados americanos, os do centro e do norte (Kansas, Nebraska, Dakota do Norte e do Sul, Iowa e Missouri) estão entre os que pagam melhor os seus médicos, enquanto Nordeste e Sudoeste estavam entre os piores pagadores.

Anestesistas, cardiologistas, gastroenterologistas, cirurgiões e urologistas gastam uma média de 46-50 horas por semana vendo pacientes. Na outra ponta, primary care veem paciente 30-40 horas por semana, por ter que gastar mais tempo com burocracia e administração.

A maior parte dos médicos atendem 50-99 pacientes por semana. Os pediatras são os que atendem mais pacientes por semana. O tempo médio com cada paciente foi de 13-16 minutos. Anestesistas, radiologistas e neurologistas foram os que gastaram mais tempo com cada paciente, mais de 25 minutos. Enquanto dermatologistas e oftalmologistas são os que gastam menos tempo, 9-12 minutos com cada paciente, em média. Outro achado foi o aumento do tempo gasto com atividades não-assistenciais, como respondendo e-mails de pacientes, preenchendo formulários, em reuniões administrativas etc.

Quais os desafios para os gestores?

Para ver a pesquisa na íntegra: http://bit.ly/lwfnSz

Vitor Asseituno

Equipe EmpreenderSaúde

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta