HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Já são +1.800 profissionais! Clique aqui

Quais são as tendências para análise de dados no setor da saúde? [Infográfico]

Publicidade

Hoje trouxemos uma pesquisa feita com 150 instituições americanas sobre o uso de dados na saúde pela CDW Healthcare. A pesquisa foi encerrada no final de 2014, mas traz informações de grande utilidade sobre o panorama do país e algumas prioridades de investimento.

 

big-data-analytics-in-healthcare

 

O uso eletrônico de dados do paciente pode revolucionar os cuidados clínicos de uma vez por todas. A coleta de informações e o cruzamento dessas para análises resultam em insights significativos para o setor da saúde, reduz custos e beneficia o tratamento de pacientes.

Dois motivos que fortemente influenciam a implementação de um sistema operacional de análise de dados são o aumento generalizado nos custos do setor da saúde (59%) e, no caso americano, o incentivo à adoção por parte do sistema de saúde pública (44%). Hospitais maiores, com mais de mil leitos, são os que mais estão implementando e se beneficiando desse sistema. As organizações menores, de até 200 leitos, são aquelas que ainda estão na fase de planejamento. Poucas organizações não consideram o sistema, menos de 7% em todos tipos de classificação em leitos.

Dentre os desafios de implementação, podemos observar a combinação dos dados de diferentes fontes de forma benéfica para análise, o gerenciamento do volume de dados de forma eficiente e a falta de conhecimento tecnológico e de tecnologia de informação para captar e organizar os dados do paciente. Ainda assim, 57% dos hospitais afirmam adotar a analise clinica de dados devido ao impacto na melhoria do cuidado do paciente e na redução de taxas de readmissões, fazendo com que processos do dia-a-dia sejam mais eficientes; 46% implementam análises de performance operacional pois aumenta a eficiência na produção de reports financeiros, melhora a performance e ajuda a gestão e a tomada de decisão.

Em 2015, foram estimados gastos US$ 1,9 milhões pelas organizações em análises de base de dados e 65% dos decisores do setor de saúde afirmam que os investimentos vão aumentar cada vez mais. Essas empresas vão investir 41% em uma estrutura de TI, 41% em processamento de dados e 39% em soluções de captação de dados. Além da segurança dos dados, os investimentos também acontecerão em aplicações de tempo real e modelos de armazenamento.

       
Publicidade

Deixe uma resposta