Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Programa de Selo de Qualidade avalia exames de ultra-som

Publicidade

O Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR) desenvolveu o Programa de Selo de Qualidade para avaliar a situação dos equipamentos de ultra-som do Brasil. O objetivo é fazer com que os estabelecimentos médicos realizem o serviço com a mais alta qualidade. O selo permite aos pacientes identificar se a clínica ou hospital onde serão examinados possui qualificação para oferecer a especialidade. O programa foi iniciado há oito meses e concedeu o Selo de Qualidade a cerca de 50 estabelecimentos. Segundo Aldemir Humberto Soares, presidente da CBR, o número de locais credenciados ainda é pequeno quando se considera um universo de mais de 15 mil médicos que fazem exames de ultra-som diariamente no país. “É uma iniciativa pioneira e, portanto, acredito que a procura por este tipo de certificação tende aumentar, pois é uma maneira de diferenciar a instituição e o atendimento”, afirma.
O primeiro critério do programa exige que o médico radiologista seja capacitado para a função. Para isso, aplica-se uma avaliação específica com ultra-sonografia ao especialista e os profissionais que não são radiologistas também passam por uma prova. Na segunda etapa da certificação, o local é vistoriado por uma comissão formada por médicos e físicos, que verificam as características dos equipamentos e materiais utilizados, o funcionamento dos ultra-sons, a sistematização fotográfica, que se refere à precisão das imagens, e a estrutura do estabelecimento. O Certificado e o Selo de Qualidade constarão no laudo médico e serão afixados em cada sala de exame.
A avaliação não é obrigatória. O selo surgiu da preocupação do CBR com a qualidade do exame de ultra-som. Soares comenta que atualmente muitos dos aparelhos estão defasados, e acabam oferecendo imagens escuras que prejudicam o diagnóstico. “No Brasil existem 12 mil máquinas, sendo que 50% funcionam em condições inadequadas. Assim, o selo de qualidade é um diferencial no serviço por garantir à população que aquele estabelecimento está apto a desenvolver um diagnóstico preciso”, comenta.
Para Soares, o selo ainda é novo e não significa que as clínicas ou hospitais sem a certificação sejam ruins. Para participar do programa, os serviços de ultra-som interessados devem se cadastrar para receber um questionário prévio à visita da comissão técnica para vistoria. As solicitações podem ser feitas pelo telefone 3285-4022 ou pelo site abaixo.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta