Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Programa de acompanhamento pode aumentar eficácia nas terapias de doenças crônicas

Publicidade

Um estudo realizado em seis capitais brasileiras com 220 mulheres portadoras de osteoporose, com média de 69 anos, apontou que as pacientes inscritas em um programa de acompanhamento tendem a seguir a prescrição e permanecer por mais tempo com a terapia.

Deixe o seu comentário sobre esta notícia

Tem mais informações sobre o tema? Então, clique

De acordo com a pesquisa, o tempo médio de tratamento das mulheres cadastradas foi de 11 meses, enquanto que as pacientes não-inscritas seguiram a terapia por apenas 4 meses, sendo que somente 15% dessas mulheres concluíram o tratamento.  No período de um ano, os números de mulheres que não terminaram o tratamento subiram para 33% das inscritas contra 81% das não inscritas.

Para combater este cenário foram criadas algumas ferramentas para ajudar os pacientes a entender melhor a doença e perceber a importância de realizar o tratamento até o fim.

O estudo com as portadoras de osteoporose conclui ainda que, quando as pacientes têm acesso a maiores informações sobre a doença é menor o índice de abandono à terapia por motivo de efeito colateral.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta