HIS17 É hora de mudar a saúde! Faça como seus colegas, participe do HIS. Quero participar da mudança

Procura por acunputura é grande na rede pública

Publicidade

A acupuntura, prática alternativa da medicina chinesa implantada há um ano na rede pública da capital pela Secretaria de Estado da Saúde, está se tornando sucesso entre os paulistanos. De acordo com a Secretaria, todos os meses 50 novos pacientes da capital procuram o serviço no Posto de Atendimento Médico (PAM) Várzea do Carmo. Para iniciar o tratamento com a acupuntura o paciente deve passar por exames clínicos. Se houver necessidade a pessoa é encaminhada para um acupunturista, que faz o atendimento em boxes individuais. O tratamento completo dura entre 5 e 10 sessões. As agulhas são descartáveis e fornecidas gratuitamente pela unidade.
A especialidade foi implantada no PAM Várzea do Carmo em janeiro de 2004 e já foram realizados cerca de 4 mil atendimentos já foram realizados. São feitas, em média, cerca de 330 consultas por mês, 50 destas com novos pacientes.
Além da acupuntura, o posto Várzea do Carmo oferece outros métodos alternativos que complementam o atendimento, como práticas corporais Lien Chi e meditação. Para marcar consulta a pessoa precisa procurar um posto de saúde próximo de casa. O agendamento será realizado por meio da central do call center, informando o dia e o horário do atendimento no Várzea do Carmo.

       
Publicidade

Deixe uma resposta