Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Primeiro coração artificial com dois ventrículos brasileiro está em fase final de testes

Publicidade

O Instituto de Cardiologia Dante Pazzanese, da Secretaria de Estado da Saúde, está na fase final de testes do primeiro coração artificial com dois ventrículos do Brasil. Desenvolvido em parceria com a Fundação Adib Jatene, o Coração Artificial Auxiliar (CAA) tem sido testado com sucesso em bezerros, animais que propiciam testes de coagulação do sangue, irrigação de todos os órgãos do corpo e eventuais rejeições ao dispositivo. Objetivo é já em 2005 testar o equipamento em humanos e coloca-lo no mercado.
O protótipo foi concebido em 1997 pelo engenheiro bio-médico Aron Andrade, do Dante Pazzanese, após pesquisas no Baylor College of Medicine, em Houston, nos Estados Unidos. Este coração artificial é diferente dos outros existentes no mundo. Ele não substitui o coração natural, mas trabalha junto com ele.
As vantagens deste aparelho em relação ao que substitui o coração natural são várias. ‘A cirurgia é mais simples, a recuperação é mais fácil e é possível manter o controle da freqüência cardíaca e da pressão arterial mais facilmente, já que o coração do paciente continua funcionando. Em uma eventual falha do aparelho, o paciente ainda tem o coração natural para mantê-lo vivo enquanto forem feitos os reparos necessários’, diz o médico.
Depois de aprovado, o CAA poderá ser indicado para pacientes que têm como única solução o transplante de coração, com expectativa de garantir vida útil de pelo menos cinco anos.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta