Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Portugal terá ranking de hospitais

Publicidade

O ministro da Saúde de Portugal, Antônio Correia de Campos, pretende criar um ranking de hospitais no próximo ano, que avalie o seu funcionamento global, e vai aplicar as regras da gestão empresarial conferidas pelo estatuto de Entidade Pública Empresarial (EPE). Entre os critérios que serão analisados estão: eficiência, equidade no tratamento, taxas de re-hospitalização, conforto dos pacientes, satisfação dos colaboradores, entre outros.
Devido as vantagens do modelo Entidades Públicas Empresariais (EPE), a intenção é avançar com a criação de mais sete EPE, constituídas a partir da união da gestão de vários hospitais.
É o caso do Centro Hospitalar de Lisboa Central (que agrega S. José, Capuchos, Santa Marta e D. Estefânia), o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes (que inclui os hospitais de Vila Real, Lamego, Régua e Chaves), e o Centro Hospitalar de Coimbra (agregando o hospital pediátrico, a maternidade Bissaya Barreto e a unidade dos Covões).
O novo estatuto de EPE vai ser também atribuído ao Centro Hospitalar do Vale do Ave (hospitais de Famalicão e Santo Tirso), à Unidade de Saúde Local do Nordeste Alentejano (hospitais de Portalegre e Elvas), ao hospital de Évora e a o Centro Hospitalar Guimarães/Fafe.
O conceito de EPE aplicado aos hospitais surgiu em Junho de 2005, quando este estatuto foi atribuído a 31 unidades de saúde que o anterior Governo PSD/ CDS-PP havia transformado em Sociedades Anônimas em 2002.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta