Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Pesquisa: Fapesp e Biolab investem R$ 5 mi em oncologia

Publicidade

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Biolab Farmacêutica – 4o maior laboratório nacional – publicaram nesta última terça-feira (01) a Chamada de Proposta para apresentação de projetos de pesquisas. A iniciativa tem como objetivo gerar resultados aplicáveis no desenvolvimento de medicamentos inovadores e fomentar a pesquisa científica brasileira.
O investimento total previsto é de R$ 5 milhões, divididos igualmente entre as partes por três anos, e as propostas devem ser apresentadas até 10 de junho, com divulgação dos selecionados em 10 de outubro de 2011. Esta é a primeira vez que a Fapesp lança chamada pública para pesquisas em parceria com uma indústria farmacêutica, na área de saúde humana.
O Acordo de Cooperação apoiará pesquisas em oncologia – sobre tumores de difícil tratamento ou para os quais não existam medicamentos -, doenças degenerativas imunomoduladas e do sistema nervoso central, disfunções hormonais, diabetes e doenças provocadas por fungos, bactérias, protozoários ou vírus. Também poderão ser financiadas pesquisas sobre distúrbios cardiovasculares, processos inflamatórios envolvidos em diferentes patologias, princípios ativos moduladores da pigmentação da pele e distúrbios gastrointestinais.
“A Fapesp investe na intensificação das colaborações em pesquisa entre universidades ou institutos de pesquisa e empresas buscando com isso benefícios para a pesquisa no Estado de São Paulo. Não somente em termos de recursos adicionais aplicados pelas empresas parceiras da Fapesp, mas especialmente porque os desafios temáticos trazidos nas chamadas públicas estimulam a comunidade científica e os projetos selecionados trazem significativa contribuição ao avanço do conhecimento, à inovação e à formação de recursos humanos. A Biolab tem uma tradição em P&D na área farmacêutica e sabe valorizar a excelência em pesquisa existente nas instituições no Estado de São Paulo”, afirmou, em comunicado, o diretor científico da Fapesp, Carlos Henrique de Brito Cruz.  
A Biolab, que apenas em 2010 investiu mais de R$ 43 milhões em pesquisa, desenvolvimento e inovação mantém alto índice de investimento em PD&I do setor no Brasil: 7% do faturamento total.
Ainda de acordo com o comunicado das instituições, a expectativa do programa é que os projetos apresentados proponham investigação sobre ensaios de eficácia e caracterização farmacodinâmica, determinação do mecanismo de ação, caracterização de ingredientes ativos e desenvolvimento de métodos analíticos de fármacos.
A Biolab planeja lançar 12 medicamentos neste ano, sendo dez de desenvolvimento próprio. Segundo o Chief Scientific Officer (CSO) da Biolab, no próximo ano, há previsão para lançamento da molécula de desenvolvimento próprio, um antifúngico terapêutico que agrega também expressiva ação antibacteriana.
Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta