Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Pernambuco sedia fórum internacional de saúde

Publicidade

Começa amanhã a 5ª Eurolac, fórum internacional de saúde promovido a cada dois anos pelo Banco Mundial (Bird) com o objetivo de promover a troca de experiências e integrar gestores de saúde de países europeus, da América Latina e Caribe, será realizado pela primeira vez no Brasil. Sob o título ?Melhoria do Desempenho dos Sistemas de Saúde e dos Impactos na Saúde?, o fórum será realizado em Recife (PE) e vai até sexta-feira. O evento é organizado com auxílio do Ministério da Saúde, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Organização Pan-americana de Saúde (Opas), informa a Agência Saúde. Representantes de 52 países, entre ministros de Estado e corpo técnico, apresentam os resultados de projetos desenvolvidos em diversas áreas da saúde. O Brasil é o País que mais traz trabalhos ao Eurolac, com 14 estudos, que incluem experiências em andamento e planos de ação para os próximos anos. O modelo de gestão será um dos assuntos apresentados, colocando em pauta o debate sobre os 15 anos do Sistema Único de Saúde (SUS).
Participam 250 representantes brasileiros, entre os quais membros do governo, universidades, conselhos de gestores de saúde e especialistas sobre o tema. Do exterior, virão 200 participantes de países da América Latina e Caribe, e 50 da Europa e organizações internacionais.
Ao longo de quatro dias, serão formadas mesas e grupos técnicos de trabalho sobre as ações, que têm características particulares e apresentam soluções regionais para questões de saúde pública. A idéia é fomentar o contato e o intercâmbio entre esses especialistas, cada um munido de sua experiência local, para contribuir com a busca de todos pela qualidade da assistência prestada. Entre os temas estão integração regional do setor; saúde suplementar e articulação entre os sistemas público e privado; políticas de enfrentamento das desigualdades em saúde; desenvolvimento tecnológico; avaliação de modelos de gestão; e outros. Os projetos e programas expostos vão subsidiar propostas e metas para o futuro: experiências com êxito servirão de parâmetro para outros países onde tais projetos ainda não foram implementados ou carecem de organização.
O Ministério da Saúde vai apresentar a resposta brasileira ao HIV/AIDS e outras DST; Programa de Saúde da Família; atuação do setor Saúde em Saneamento; Programa Nacional de Imunizações; Profae ? histórico, ações, metas, resultados e perspectivas; Desenvolvimento da política brasileira de investimentos em saúde; Rede Américas; Saúde Mental: o processo de Reforma Psiquiátrica brasileira; Progestores ? programa de informação e apoio técnico às equipes gestoras estaduais do SUS; Acompanhamento dos conselhos de saúde/perfil dos delegados da 12º Conferência Nacional de Saúde; Distribuição espacial dos indicadores epidemiológicos: enfoque nas doenças emergentes, tuberculose e hanseníase; e Cartão Nacional de Saúde.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta