Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

“Perder dinheiro por glosa eu não perco mais”

Publicidade

Déficit de cerca de R$ 5 milhões. Há dois anos, essa era a realidade do Hospital da Baleia, em Belo Horizonte (MG). Hoje a unidade afirma faturar 99% das contas, além de apresentar melhoras em todos os indicadores, desde média de permanência até número de internações. “Perder dinheiro por glosa eu não perco mais, baseado em processos e soluções eu estou disposto a enxergar as possíveis falhas”, revela o superintendente geral hospitalar do hospital, Francisco de Assis Figueiredo.

Foram muitos os caminhos que levaram a instituição até esses resultados. Os primeiros desafios eram modernizar a gestão por meio de uma governança corporativa e passar a enxergar o Hospital da Baleia como um grande negócio. Em 2008, a unidade planejou uma reorganização com soluções de TI e metodologias como a de Kaizen Blitz, que resultaram num retorno anual de R$ 210 mil apenas no processo de lavanderia do hospital.

“Fizemos o novo planejamento buscando pessoas para realmente alcançar o resultado. E como eu falo sempre: o planejamento sempre é difícil, embora ele possa ser simples”, destaca.

A mudança de cenário do hospital entre 2007 e 2009 deve permanecer nos próximos anos. Embora o processo deva se tornar cada vez mais difícil a instituição aposta em novos investimentos para que o resultado obtido nestes dois últimos anos sejam mantidos em 2010. “Nós sabemos que o dinheiro é curto para as demandas, mas mesmo curto esta sendo extremamente aproveitado, e principalmente com uma visão de melhoria dos processos.”

O Hospital da Baleia é uma instituição filantrópica com 247 leitos, sendo 20 para medicina suplementar e o restante para o SUS.

Acesse o webcast e saiba mais!

Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta