Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Paperless é aposta da indústria de tecnologia em 2011

Publicidade

O mercado de tecnologia em saúde vem ganhando força e cada vez mais investimento nos últimos anos. Esse crescimento só existe devido a maturidades das instituições públicas e privadas em reconhecer as ferramentas tecnológicas como grandes aliados na gestão das unidades de saúde e contenção de gastos.

Para atender as expectativas do setor de saúde a indústria de software tem realizado pesados investimentos para melhorar ou lançar novas ferramentas que atendam a demanda da saúde no Brasil.
De acordo com diretor geral da MV Sistemas, Luciano Regus, nos últimos três anos a companhia investiu cerca de 30 milhões para fazer o lançamento de seu novo sistema, o Soul MV, cuja a proposta é ser um software mais amigável e completo, atendendo a necessidade do mercado com um conceito “sem papel”, e é o carro chefe nos negócios da empresa.
Regus afirma que há uma grande tendência em tecnologia paperless para o mercado de saúde em 2011 e esta é uma das grandes apostas da empresa para este ano. “Para 2011 a MV estima um crescimento de 50% devido ao investimento do setor em soluções de saúde sem papel. As novas unidades de saúde que forem inauguradas já contarão com essa tecnologia”.
Outra questão que impulsionará o crescimento da MV em 2011 são os investimentos públicos em saúde. “Estamos em um primeiro ano de mandato do governo estadual que já começou a realizar investimentos nesta área e também estamos no último ano de mandato do governo municipal, que investe com o objetivo de impulsionar os projetos para poder terminar bem seu governo. Temos assim alguns drivers que impulsionam o mercado para este tipo de crescimento”, completa Regus.
A MV também considera a mobilidade uma das grandes tendências para a saúde nos próximos anos. Segundo o diretor da MV, a gestão das instituições de saúde tem várias facetas e os hospitais tem diferentes graus de maturidade em suas áreas, por isso pensar em mobilidade em âmbito nacional ainda é um passo bem distante fora da capital paulista, pois a realidade do País ainda é bem diferente da de São Paulo. “Há muitos desafios para serem superados antes de pensarmos em mobilidade. Não há dúvida de que é uma tendência, mas em médio e longo prazo”.
Em 2010, a MV investiu cerca de R$ 2 milhões no desenvolvimento de tecnologias móveis e uma de suas metas é alcançar a marca de mil clientes em sua carteira nos próximos anos.
Indicada como uma das finalistas na categoria Tecnologia do Prêmio Top Hospitalar 2010, a MV Sistemas considera a menção um reconhecimento à capacidade de inovação e serviços prestados por parte do mercado. “Para nós, a indicação representa o reconhecimento do mercado em relação à nossas atividades, mostra que nossos clientes estão satisfeitos com a qualidade do serviço prestado, nossa capacidade de inovação e atendimento. Vemos isso com muito orgulho”.
*As empresas Wheb Sistemas e WPD, também finalistas na categoria não foram encontradas para falar sobre a premiação e suas perspectivas para o mercado em 2011.
Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta