Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Países definem meta para o desenvolvimento da saúde

Publicidade

Na 63ª Assembleia Mundial da Saúde, realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em Genebra entre os dias 17 e 21 de maio, os países participantes discutiram os objetivos para o desenvolvimento da saúde para o milênio.
Alguns dos objetivos discutidos pelas comissões de trabalho na assembleia foram o combate ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas, que mata ao menos 2,5 milhões de pessoas por doenças relacionadas a sua ingestão. O consumo também leva a males sociais, como violência, acidentes de trânsito, doenças infecciosas e suicídio. Os estados participantes definiram ações estratégicas e uma série políticas públicas para coibir esta prática.
Os Estados membros da OMS também estabeleceram um código de ética para reter a migração de médicos formados em países em desenvolvimento para países desenvolvidos e estimular a ida de profissionais médicos voluntários para regiões carentes do planeta. Os países, ainda se comprometeram em enviar, em um prazo de até dois anos à OMS um relatório contendo as informações sobre a migração do pessoal de saúde para outros países e atualizá-lo a cada três anos
Outra ação que compõe os objetivos da saúde para o milênio é a prevenção e controle de doenças não contagiosas, como as cardiovasculares, cancros, doenças respiratórias crônicas e diabetes, que matam cerca de 35 milhões ao ano, outra estatística apontada durante a sessão  foi de que 90% dessas mortes ocorrem antes dos 60 anos e em países desenvolvidos.
As duas últimas ações discutidas no penúltimo dia da assembleia são a erradicação do sarampo e da varíola. Este último ponto envolve a destruição dos estoques dos vírus e as contínuas inspeções de biossegurança.
Durante o dia a diretora geral da OMS, Margaret Chan, apontou a complexidade do sistema global de saúde e observou que cooperação e harmonia são essenciais para fortalecer o setor.
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta