Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Os benefícios e riscos da gravidez após os 35 anos

Publicidade

A maior parte das mulheres carrega consigo o desejo de ser mãe. No entanto, a vida moderna – obrigações no trabalho, estudo e o aumento no número de divórcios – tem atrasado cada vez mais esse sonho. Hoje é bastante comum encontrar mulheres que decidem ter seu primeiro filho após os 35 anos.

Segundo o ginecologista e obstetra do Hospital Paulistano, dr. Gilberto Saba, o melhor período para engravidar é entre os 18 e 24 anos. “Em contraponto, próximo aos 35 anos, o organismo já passou do momento ideal para a gravidez, apresenta declínio da fertilidade e está mais suscetível a complicações, dificultando para quem decide ter seu primeiro filho” afirma.

As “mães maduras” também estão mais suscetíveis a apresentar diabetes e hipertensão gestacional e correm um risco maior de sofrer um aborto, se comparado com uma gestante mais nova. “Além disso, a porcentagem de chance de ser necessária uma cesariana é bem maior entre estas mulheres”, diz o dr. Saba. Por essas razões, o especialista recomenda iniciar o Pré-Natal antes de engravidar, o que possibilita a correção de algumas alterações no organismo da futura gestante.

Por outro lado, a mulher madura compensa esses perigos com muita dedicação. Segundo o dr. Gilberto Saba, o desejo de ter um filho faz com que as gestantes sejam muito aplicadas e sigam à risca as orientações do pré-natal. “Além disso, normalmente, se tratam de famílias mais consolidadas, bem estabelecidas e dedicadas”, afirma.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta