Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Orizon coloca a casa em ordem

Publicidade

Nova estrutura de negócios! Essa é a ordem que a Orizon acaba de anunciar ao mercado de Saúde. Após a aquisição da Polimed e da Dativa, concluída no final de 2007, a empresa especializada em soluções de comunicação eletrônica para o setor de saúde suplementar no Brasil entrou em um novo processo de compra, mas desta vez focada no setor farmacêutico. Em 2008, foi a vez da Prevsaúde e da Precisa serem adquiridas pela Orizon, que tinha como objetivo proporcionar um único sistema de conectividade em conjunto com gestão de benefícios.

“Finalizamos a compra destas duas últimas empresas em março deste ano e agora passamos a atuar em três setores: saúde, odontologia e farmácia. Com isso, sentimos a necessidade de reorganizar nossa casa e reposicionar nossa marca para que o mercado possa entender o que de fato fazemos e como vamos atuar”, explica o diretor de Produtos, Comercial e Marketing da Orizon, Antonio Carlos Endrigo.

A empresa já está implementando o planejamento desenvolvido para juntar os três setores de atuação em uma única base, chamada Orizon. “Adquirimos empresas especializadas em mercado de atualizações online, de faturamento eletrônico, programas de benefícios e delivery de medicamentos. Juntamos tudo embaixo de um guarda-chuva, sendo que as soluções da Polimed e da Dativa estão direcionadas nas divisões Orizon Saúde e Orizon Odonto”, exemplifica Endrigo ao citar que os serviços da Prevsaúde estão direcionados a Orizon Farma, enquanto a Precisa mantém a sua marca no mercado. “Esperamos que com esse rearranjo das marcas e divisão dos setores de atuação fique mais claro para o mercado onde estão nossos produtos”.

A meta de todo o processo de aquisição é focar o beneficiário de uma forma 360 graus em relação ao setor de saúde, “assim as pessoas que têm planos de saúde podem se relacionar com médicos, farmácias e hospitais”, declara o executivo. A estratégia é extrair o melhor com relação as informações, além de contribuir para uma melhor operacionalização e qualidade dos serviços prestados com todos os participantes.

“Vai acontecer uma revolução com relação à reestruturação, porque vínhamos nos preparando muito bem para esse momento”. Como parte do planejamento do projeto, Endrigo conta que recentemente a Orizon fechou contrato com a Cassi para atender aos usuários de gestão de doenças crônicas – quase 50 mil beneficiários que vão passar a receber medicamentos por meio da Orizon Farma. Estima-se que em 2010 a operação seja maior que a atual operação da Orizon Saúde.

De acordo com Endrigo, no ano passado a Orizon iniciou a trajetória no setor de odontologia e obteve um crescimento em torno de 70%. Para este ano, com a entrada na área farmacêutica, a empresa espera crescer 60% em relação ao período anterior. “Mesmo diante de um quadro de crise mundial, a Orizon espera um crescimento de 50% do faturamento em 2009”, conclui.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta